PUBLICIDADE
Topo

Série B - 2019

Brunoro ameniza cobrança e diz que Kleina fica no Palmeiras até fim do ano

Treinador ficou ameaçado após derrota e eliminação na Copa do Brasil - Reinaldo Canato/UOL
Treinador ficou ameaçado após derrota e eliminação na Copa do Brasil Imagem: Reinaldo Canato/UOL

Mauricio Duarte

Do UOL, em São Paulo

30/08/2013 11h33

Após uma reunião com elenco e comissão técnica do Palmeiras, motivada pela insatisfação do presidente Paulo Nobre coma  eliminação da Copa do Brasil, o diretor executivo José Carlos Brunoro disse que o cargo do técnico Gilson Kleina jamais esteve ameaçado e que cobrança não significa demissão.

“Nós estamos criando um novo tipo de administração. Cobrança no Palmeiras não significa demissão. É realinhamento de trabalho. No caso da eliminação na Copa do Brasil é uma cobrança um pouco mais forte do presidente em relação a motivação do grupo no jogo. Foi o que a gente passou para o grupo de jogadores na reunião de hoje. É um realinhamento e avaliação constante. Temos reuniões periódicas com a comissão técnica e o presidente participa”, justificou.

Brunoro elogiou o trabalho de Kleina e disse que o cargo do comandante não ficou em risco por causa da eliminação. O técnico tem contrato até o fim deste ano e o dirigente afirmou que até lá ele está garantido. No entanto, deixou em aberto o futuro do treinador para 2014, dizendo que ainda não é o momento de pensar nisso.

“As avaliações são feitas constantemente. O planejamento para 2014 deve começar rapidamente. Agora o Kleina, se há um técnico que tem tido toda a força de um clube, é o Kleina. Gosto muito do trabalho dele. Ele começou a receber as condições ideais muito mais tarde. Quando começou a receber, ele lidera uma série B. Para 2014 vai chegar o momento em que vamos decidir”, declarou.

O dirigente disse que nem mesmo uma derrota para o Ceará, no sábado, tira Kleina do Palmeiras. “Já ficamos ao lado dele em momentos piores. Para mim não tem problema nenhum, seria mais uma derrota, temos que analisar a campanha na Série B”, afirmou.

Por fim, Brunoro disse que está contente com o elenco e que os atletas entenderam as cobranças do presidente. “Em primeiro lugar, o Paulo é autêntico. É um novo dirigente que tem na sua autenticidade seu carisma. E os jogadores adoram, seja para o bom ou para o ruim. Desde que nós assumimos temos uma relação tranquila com os jogadores. Eles sabiam disso na reunião que tivemos hoje com eles e entenderam”, finalizou.

Líder isolado na Série B do Brasileirão, com 40 pontos conquistados, o Palmeiras viaja para Fortaleza ainda nesta sexta-feira. No sábado, a equipe enfrenta o Ceará às 21h (de Brasília).