PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atlético-MG vive seca inédita no Brasileiro e incomoda Thiago Larghi

Thiago Larghi se preocupa com momento ofensivo do Atlético-MG no Brasileirão - Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Thiago Larghi se preocupa com momento ofensivo do Atlético-MG no Brasileirão Imagem: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

28/08/2018 04h00

Dois jogos seguidos sem marcar gols. Esta já é a pior série do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro 2018. O jejum contra Vasco e Vitória deixa Thiago Larghi em estado de alerta sobre os seus comandados.

O treinador tenta demonstrar tranquilidade quando é perguntado sobre a ausência de gols do setor ofensivo e justifica com o fato de liderar as estatísticas de gols - são 36 ao todo. Porém, mesmo quando não foi questionado a respeito do assunto, ele seguiu se manifestando sobre o mesmo.

Após o revés para o Vitória, no último domingo (26), no Barradão, Larghi foi abordado e comentou o tema em cinco respostas de sete perguntas feitas na entrevista coletiva. Em alguns casos, as perguntas não eram sequer relacionadas ao assunto.

"Acredito que isso seja de momento. Isso acontece com grandes equipes, ficam dois ou três jogos sem fazer gols. A gente não sabe nem explicar o porquê. Falta de treinamento e entrega não são também. Qualidade de jogadores, a gente sabe que tem", declarou Thiago Larghi ao ser perguntado sobre a ausência de gols da equipe.

"Em relação às oportunidades criadas, a gente tem que conseguir colocar a bola para dentro. A gente precisa conseguir colocar essa bola para dentro. É como eu falei. Isso acontece. Somos o ataque mais positivo da competição ainda, isso quer dizer que aconteceu muitas vezes e tivemos sucesso. Mas a gente ainda pode ser melhor. A coisa que fica mais evitável é o contra-ataque do gol", acrescentou.

Ao escutar de um repórter que deveria ser mais contundente em suas análises, Thiago Larghi voltou a falar sobre o assunto. "A nossa palavra é bem objetiva. A gente tem um grupo que está trabalhando sério. O melhor ataque da competição também fica sem fazer gols por uma partida, faz parte do jogo", comentou.

Embora seja o melhor ataque do Brasileirão com 36 gols feitos, o Atlético-MG está há dois jogos sem marcar, o que deixa ainda mais distante do líder São Paulo. Os paulistas têm 45 pontos, contra 36 do Galo.

Esporte