PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cruzeiro tenta evitar contra o Inter o que aconteceu uma vez em 592 rodadas

Willian fazia parte do elenco do Cruzeiro em 2015, na única vez que o clube ficou uma rodada na lanterna - REUTERS/Ueslei Marcelino
Willian fazia parte do elenco do Cruzeiro em 2015, na única vez que o clube ficou uma rodada na lanterna Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino

Do UOL, em Belo Horizonte

29/04/2018 04h00

Desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado por pontos corridos, em 2003, apenas cinco clubes estiveram presentes em todas edições. E o Cruzeiro é um deles, ao lado de Santos, Flamengo, Fluminense e São Paulo. No total foram 592 rodadas disputadas, já com os jogos de 2018. Como quase sempre esteve na parte de cima da classificação, o Cruzeiro convive com a rara situação de figurar na zona do rebaixamento. E, em caso de derrota para o Internacional, neste domingo, às 19h, o clube mineiro pode ser lanterna do Brasileiro pela segunda vez desde 2003.

Com três títulos desde a adoção do formato atual, a Raposa é uma das equipes que mais pontos somou nas últimas 15 edições do torneio nacional. Apenas o São Paulo venceu mais vezes e conquistou mais pontos. São 981 dos paulistas contra 941 dos mineiros. Mas o começo ruim em 2018, pode fazer o Cruzeiro segurar a lanterna do Brasileiro de novo.

A única vez em que isso aconteceu nos pontos corridos foi após a segunda rodada da edição de 2015. Assim como agora, a Raposa abriu a competição com duas derrotas (ambas por 1 a 0, para Corinthians e para o Santos) e terminou a jornada na última colocação, como o único clube sem pontuar.

As derrotas para Grêmio e Fluminense, ambas por 1 a 0, assim como foi em 2015, só não colocaram o Cruzeiro na lanterna graças ao Paraná, que também foi derrotado nos dois primeiros jogos do Brasileiro, mas tem saldo negativo de cinco, enquanto a equipe celeste deve somente dois gols.

Portanto, pontuar contra o Inter, como visitante, é fundamental para que o Cruzeiro evite a lanterna pela segunda vez em 16 edições do Brasileiro. Como a equipe mineira está envolvida na Copa Libertadores, goleou a Universidad do Chile por 7 a 0, na quinta-feira (26) e tem jogo decisivo com o Vasco, nesta quarta-feira, válido pela quinta rodada do grupo E, o técnico Mano Menezes vai poupar alguns titulares.

“Essa é uma hora importante e todos os jogadores que temos são de muita qualidade. Quem eu escolher para iniciar o jogo contra o Internacional, independentemente do momento em que estamos atravessando, vai dar conta. Começamos o Campeonato Brasileiro com duas derrotas, e isso não é bom. Certamente, a maioria dos jogadores que jogou esse jogo (contra a Universidad do Chile) não terá condições de jogar um jogo forte no domingo novamente e depois na quarta-feira. O que pedi a eles, eles fizeram com muita excelência, muita dedicação, então é o momento de a gente recompensá-los e entender que futebol sem força física é impossível de se jogar. Levaremos isso em consideração para Porto Alegre”, explicou o treinador.

Em caso de derrota, o Cruzeiro até pode terminar a rodada sem ser o lanterna, mais vai depender de um novo tropeço do Paraná. A equipe de Curitiba joga em casa, contra o Sport, que também começou o Brasileirão de forma ruim, com apenas um ponto em dois jogos.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X CRUZEIRO

Data e hora: 29/04/2018 (domingo), às 19h (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Transmissão na TV: PPV
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (RJ) e Thiago Henrique Farinha (RJ)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenílson, W. Pottker, D'Alessandro e Patrick; Leandro Damião
Técnico: Odair Hellmann

CRUZEIRO: Fábio (Rafael); Lucas Romero, Manoel, Murilo e Marcelo Hermes; Bruno Silva, Ariel Cabral, Robinho, De Arrascaeta e Rafael Sobis; Raniel
Técnico: Mano Menezes

Esporte