PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Cristóvão vê Corinthians sem peso ofensivo e reforça pedido por atacante

Do UOL, em São Paulo

23/06/2016 00h09

O treinador corintiano Cristóvão Borges citou a falta de força ofensiva na estreia com derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Mineirão. Na análise, o estreante da noite também comentou da necessidade de buscar novos jogadores para a posição.

"A equipe se postou bem e vem fazendo isso nos jogos, mas é notável. A gente vê, até por características, que precisa de mais peso ofensivo, e isso acontece. Como a equipe tem equilíbrio muito grande, consegue jogar e chegar. Temos variações, um jogo de lado muito bom e isso em alguns jogos ou durante o jogo compensa. Nos últimos jogos que assisti, vejo uma equipe caminhando, estamos andando bem", comentou Cristóvão, com menção à necessidade de reforços.

"A temporada é longa e vamos começar a jogar competições simultâneas. Há a necessidade de uma equipe do nosso nível que tenha jogadores de posição no mesmo nível para manter a performance. Já existia essa avaliação disso quando cheguei e estamos trabalhando para resolver isso", disse ainda o treinador.

Apesar da derrota e da menção à parte ofensiva, ele também fez muitos elogios ao time. "Vi coisas boas por ter tido muito pouco tempo era uma preocupação. A equipe tem muitas coisas definidas, De qualquer forma fizemos uma partida satisfatória", comentou.

"Eu falei dos dois jogos que tinha assistido do Corinthians e vi o trabalho de remontagem de equipe sendo feito aqui. Necessita tempo, ajustes e isso vai vir jogando, com o tempo. Nesse processo vejo a equipe caminhar, evoluir, dar passos adiante. É ruim perder para uma equipe acostumada a ganhar", complementou.

Cristóvão voltou a fazer elogios ao trabalho de Tite e disse que recebeu um legado importante do agora comandante da seleção brasileira. "Vai levar muito tempo. Herança de grande qualidade e vou aproveitar tudo o que eu puder. Para felicidade do Corinthians, trabalhou durante um tempo. É um grande treinador e pode consolidar muitas coisas por isso. O que eu puder usar durante esse tempo inteiro, de tudo que deixou aqui, vou usar, pois são coisas benéficas de grande qualidade".

Esporte