PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Torcida alemã ameaça jogadores por risco de degola: "Vamos persegui-los"

Reprodução/Twitter
Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

17/02/2018 18h44

A relação entre o Hamburgo e parte de sua torcida só piora no Campeonato Alemão. A equipe mais uma vez flerta com o rebaixamento inédito, situação que convenceu torcedores a fazerem uma ameaça pública aos atletas neste sábado (17). “Antes de o relógio zerar, vamos persegui-los pela cidade”, dizia uma faixa na arquibancada.

A referência direta é a um histórico relógio, presente no Volksparkstadion (casa do clube), que soma há quanto tempo o Hamburgo está na elite do futebol nacional. O clima pesado fez com que policiais ocupassem o gramado para evitar que os protestos se tornassem físicos. Em campo, o time perdeu do Bayer Leverkusen por 2 a 1 e chegou a dez rodadas sem vencer.

O Hamburgo é o único que jogou todas as edições da Bundesliga, mas o orgulho tem sido mantido a duras penas nas últimas temporadas. O sofrimento começou na temporada 2011-12, quando o Hamburgo ficou apenas uma posição acima do playoff do descenso.

A situação foi ainda mais delicada em 2014 e 2015, quando o time teve só se salvou ao vencer o mata-mata que define um dos rebaixados. No ano passado, o time se livrou de mais um playoff da degola na última rodada, graças a um gol aos 43 minutos do segundo tempo.

Neste ano a coisa está feia mais uma vez: o Hamburgo é penúltimo com 17 pontos, seis atrás de Mainz e Werder Bremen. Faltam 11 rodadas, e a equipe precisa ultrapassar dois concorrentes para manter seu relógio intacto.

Futebol