PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Astro de Harry Potter quer 'feitiço' para que Patriots 'suma' do Super Bowl

Proximidade de Brady com Trump incomoda alguns fãs de futebol americano, como o ator Daniel Radcliff - Donna Connor/WireImage
Proximidade de Brady com Trump incomoda alguns fãs de futebol americano, como o ator Daniel Radcliff Imagem: Donna Connor/WireImage

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/01/2019 17h42

O Super Bowl LIII está chegando. No próximo domingo (3), Los Angeles Rams e New England Patriots disputam o título nacional de futebol americano em Atlanta, nos Estados Unidos. E o ator Daniel Radcliff, que interpreta Harry Potter nos filmes da saga, disse que se pudesse usaria os poderes de seu personagem para conjurar um feitiço que faça o time de Boston "desaparecer" da grande final.

"O mundo todo está torcendo contra os Patriots", disse Radcliff em entrevista à revista "Variety". O ator, que já chegou a afirmar que Tom Brady é um de seus heróis, não se esquece da vez em que, em 2015, um boné com o lema do presidente Donald Trump ("Make America Great Again") foi visto no armário do jogador no vestiário dos Patriots. Brady passou a ser questionado sobre suas posições políticas desde então.

Esse acontecimento parece ter incomodado Radcliff em sua torcida pelo quarterback. O britânico garantiu que segue achando Brady "incrível" e quer que ele siga atuando, mas que "deveria parar de ganhar coisas". Radcliff afirmou que vai "torcer pelos Rams" e aproveitou para mandar um recado para o jogador, casado com a modelo brasileira Gisele Bündchen.

"Tire o boné de 'Make America Great Again' de seu armário. Sinto que naquele momento que, como país, nós estávamos todos tipo, 'Ah, qual é, cara!'. Todos nós queremos - você é incrível - , te dar apoio. Então não coloque isso lá", disse o ator.

Ávido fã de futebol americano, Radcliff lembrou de quando teve a oportunidade de conhecer o astro da NFL, em 2016. Ele diz ter ficado tão nervoso que acabou nem dando atenção para Gisele, que acompanhava o marido.

 "Eu devo ter sido a primeira pessoa a ignorá-la totalmente", brincou. "Eu apenas fui e disse 'você é tão legal, você é incrível, apenas continue fazendo o que você faz' e fui embora. Eu mal lhe dei a chance de responder".

Leia mais:

Brady amigo de Trump?

Questionado sobre a proximidade com o presidente considerado de extrema direita, o jogador de futebol americano desconversou e afirmou que Trump é somente "um velho amigo e parceiro de golfe" e que o boné teria sido presente de Robert Kraft, proprietário da equipe. Em 2013, o mandatário publicou no Twitter elogios ao jogador.

Esporte