PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Vaias para Gabigol por parte de 'torcedores' do Flamengo são muito injustas

Gabigol comemora gol anotado pelo Flamengo contra o América-MG - Thiago Ribeiro/AGIF
Gabigol comemora gol anotado pelo Flamengo contra o América-MG Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF
só para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

26/06/2022 04h00

O Flamengo venceu o América-MG neste sábado (25) por 3 x 0 e se recuperou após duas derrotas seguidas para o Atlético-MG (uma pelo Brasileirão, outra pela Copa do Brasil). Na vitória, o atacante Gabigol fez o primeiro gol do rubro-negro, mas acabou perdendo um pênalti na segunda etapa e vaiado pela torcida depois disso.

Ao ser substituído por Everton Ribeiro aos 24 minutos do segundo tempo, o maior nome do time e o maior ídolo da torcida nos últimos anos chegou a ser novamente vaiado, mas depois aplaudido por boa parte dos mais de 42 mi torcedores que compareceram ao Maracanã.

Gabigol, com o gol de hoje, tem agora 122 pelo clube desde 2019 e está a um gol de igualar Nonô, o 14º maior da história do clube em todos os tempos. No jogo contra o América, o atacante perdeu seu 3º pênalti em 35 cobranças. Seu aproveitamento é 91,4% de acerto. Excelente ainda.

Artilheiro do Flamengo nas temporadas de 2019 (43 gols), 2020 (27 gols), 2021 (34 gols), Gabigol é novamente o maior artilheiro do Flamengo em 2022.

Apesar de não viver uma grande fase, o atacante não deveria ser alvo de vaias. Principalmente num jogo em que marcou um gol e abriu o caminho para a vitória. Gabi fez apenas 3 gols nos últimos 14 jogos. Está longe de suas grandes sequências goleadoras, mas vaia-lo agora é um grande desrespeito. É uma falta de consideração com um jogador que tanto fez nesses últimos anos vitoriosos.

Vaiar um ídolo no meio do jogo é algo de torcedor que nem deveria ir ao estádio. Vaiar depois do jogo, após uma atuação desastrosa, ou uma derrota é aceitável. O que alguns torcedores do Flamengo fizeram hoje é inconcebível. São por atitudes como essas que alguns jogadores deixam o futebol brasileiro e rumam para o exterior. E nós acabamos ficando carentes de grandes jogadores. No caso de Gabigol, um goleador que deu tantas alegrias e títulos importantes ao clube.

Siga Rodolfo Rodrigues no Instagram

Siga Rodolfo Rodrigues no Twitter