PUBLICIDADE
Topo

Rodolfo Rodrigues

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Título da Euro coroa temporada espetacular do brasileiro Jorginho

Jorginho comemora classificação da Itália para a final da Eurocopa - Getty Images
Jorginho comemora classificação da Itália para a final da Eurocopa Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

Colunista do UOL

11/07/2021 18h54

Nascido em Imbituba, Santa Catarina, o volante Jorginho nunca chegou a atuar profissionalmente no Brasil. Em 2007, aos 15 anos, se mudou para a Itália para jogar nas categorias de base do Verona. No país europeu, ficou até 2018, quando deixou o Napoli para defender o Chelsea, da Inglaterra, mas já como cidadão italiano e jogador da Azzurra.

Campeão e um dos grandes destaques do Chelsea na última Liga dos Campeões da Europa, Jorginho conseguiu o feito de ser também campeão da Euro com a seleção italiana, coroando uma temporada espetacular. Neste domingo (11), o volante, apesar de ter perdido sua cobrança, ajudou na seleção italiana na vitória sobre a Inglaterra por 3 x 2, após o empate no tempo normal (1 x 1) e na prorrogação.

Volante de forte marcação e excelente passe, Jorginho se especializou nas bolas paradas, sendo um exímio batedor de pênaltis. Aos 29 anos, o brasileiro foi um dos destaques da seleção italiana na Euro e um dos mais regulares na campanha invicta.

Com o seu ótimo desempenho pelo Chelsea e pela seleção italiana, Jorginho figura com um dos favoritos ao prêmio de melhor jogador do mundo pela Fifa em 2021. Outros jogadores favoritos, como os franceses Mbappé e Kanté, o belga De Bruyne, o polonês Lewandowski ou o argentino Messi, não tiveram uma temporada com tantos títulos importantes.

Na seleção italiana desde 2016, Jorginho já disputou 35 jogos, marcou 5 gols pela Azzurra e sofreu apenas 3 derrotas, a última delas em 2018. Sem muito alarde, mas com muita técnica, eficiência e trabalho, Jorginho se tornou uma estrela e escreveu seu nome no futebol mundial.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL