PUBLICIDADE
Topo

Corinthians tem melhor ataque e segunda pior defesa do Brasileirão 2020

Otero comemora gol do Corinthians na partida contra o Bahia em Neo Química Arena - Bruno Ulivieri/AGIF
Otero comemora gol do Corinthians na partida contra o Bahia em Neo Química Arena Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF
Rodolfo Rodrigues

Rodolfo Rodrigues é apaixonado por números e estatísticas no futebol. Foi repórter do Lance!, editor da Placar e do prêmio Bola de Prata ESPN e é autor de dez livros sobre futebol.

16/09/2020 23h28Atualizada em 17/09/2020 08h28

Depois de duas derrotas seguidas (Palmeiras e Fluminense), o Corinthians se reencontrou com a vitória e bateu o Bahia por 3 x 2 nesta quarta (16), em casa, subindo para a 11ª colocação no Brasileirão 2020.

Com a vitória, o time, treinado interinamente por Dyego Coelho chegou a 15 gols marcados, tendo agora um dos melhores ataques da competição ao lado do líder Internacional e do Vasco (4º colocado), que também fizeram 15 gols.

Por outro lado, com o gol que levou no primeiro tempo, o Corinthians chega a 16 gols sofridos, tendo a 3ª pior defesa do Brasileirão, à frente apenas do Bahia (que tomou 18 gols com os 3 de hoje), e ao lado do lanterna Red Bull Bragantino, que também sofreu 16 gols sofridos.

Na era dos pontos corridos, desde 2003, o Corinthians teve o melhor ataque em 2005 (87 gols) e 2015 (71 gols), anos em que foi campeão. Por outro lado, nunca teve a pior defesa, a média de 1,60 gol sofrido é pior desde 2003, superando a média de 1,42 gol sofrido de 2009.

Você pode me encontrar também no twitter (@rodolfo1975) ou no Instagram (futebol_em_numeros)

Errata: o texto foi atualizado
O Corinthians marcou 87 e não 84 gols em 2005 e teve o melhor ataque também em 2015 e não em 2017, como foi publicado anteriomente.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.