PUBLICIDADE
Topo

Paulo Anshowinhas

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Skatistas Karen Jonz e Karen Feitosa vencem o Prêmio Exposure de vídeo

Skatista Karen Feitosa - RogelTil1960/Arquivo Pessoal
Skatista Karen Feitosa Imagem: RogelTil1960/Arquivo Pessoal
Conteúdo exclusivo para assinantes
Paulo Anshowinhas

Paulo Anshowinhas é skatista pioneiro, jornalista, radialista e comunicador. Foi juiz do Mundial de skate da Alemanha, chefe da delegação no Mundial do Canadá, comentarista do X Games e fundador da revista Yeah! Skate is my life.

Colunista do UOL

09/11/2021 04h00

O Brasil conquistou dois dos principais prêmios de vídeo de skate mundial da entidade Exposure, que realiza essa competição para mulheres, trans e skatistas não binárias desde 2011. Exposure é uma ONG americana dedicada ao empoderamento feminino pelo skate.

Com a pandemia, a 10ª edição da Exposure teve uma versão virtual e distribuiu US$ 55 mil em prêmios (cerca de R$ 308 mil) para as melhores vídeo-partes. Foram 150 concorrentes de 14 países. O Brasil ficou com duas premiações. Melhor Vídeo-Parte em Transição, na categoria acima de 30 anos, com a skatista Karen Jonz, e Melhor Vídeo-Parte de Street, também na categoria acima de 30 anos, com Karen Feitosa.

As duas são skatistas com uma longa carreira de sucesso no carrinho. Feitosa, hoje com 31 anos, ganhou, aos 11 anos de idade, a etapa continental do Crail World Cup em 2011 e continua entre as melhores do Brasil em street.

Jonz é um dos nomes mais conhecidos do skate feminino nacional. Foi a primeira campeã mundial brasileira dos X-Games, tetracampeã mundial de vertical e é comentarista de TV. Nascida em Santos, tem 37 anos e está em plena forma no skate vertical e park.

"Esse evento não é sobre ganhar ou perder, mas sim inspirar outras garotas ao redor do mundo de todas as idades a darem o seu melhor", postou Karen Jonz em sua conta no Instagram. "Obrigado Exposure por fazer acontecer mais uma vez. É muito importante durante esse tempo manter nossa sanidade mental", enaltece Karen sobre a premiação.

A campeã aproveitou também para agradecer ao produtor do vídeo com uma bela homenagem: "Obrigado pela parceria e pela paciência mais um ano, uma vídeo-parte é um trabalho em conjunto com o filmer. O skatista não é nada sem alguém junto tomando sol no coco e acreditando que aquela manobra que você nem tem certeza que consegue, vai dar certo", salienta.

Ambos os vídeos vitoriosos foram captados e editados pelo experiente vídeo maker paulistano Jeorge Simas, de 44 anos, que tem no currículo a produção de matérias para a ESPN Brasil, para a FizTV, além de captação de imagens para o programa canadense Concrete Wave TV.

"Para mim, é o reconhecimento de um trabalho pensado e planejado, e valorização do skate feminino brasileiro e mundial", comenta Simas sobre a importância desse prêmio. "Mesmo com raríssimo investimento, as minas se destacam mundialmente, e a Karen Jonz já havia vencido no ano passado, ou seja, agora é bicampeã", recorda.

Simas explica: "Para chegar a esse resultado precisou de mais de dois meses entre captação e edição, mas valeu a pena".

A avant premiere da premiação aconteceu no sábado, no Teatro La Paloma, em Encinitas, na Califórnia, e os vídeos vencedores foram disponibilizados apenas no domingo (7) no site da revista especializada Thrasher Mag.

Pela conquista, cada uma das brasileiras irá receber US$ 5 mil (cerca de R$ 28.800). Além da premiação, a Exposure, que é uma entidade sem fins lucrativos, conseguiu levantar recursos para o Abrigo Central Comunitário de Violência Doméstica da Califórnia, e assim ajudar um número ainda maior de mulheres usando o skate como instrumento de transformação social e fortalecimento de causas femininas.