PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marília Ruiz: Hamilton dá aula aos ´meninos´ do Tite

Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

15/11/2021 12h06

A construção da imagem de um ídolo se faz com gestos e posturas teoricamente fáceis. Teoricamente.

O piloto inglês Lewis Hamilton fez parecer ser fácil. Mas carisma não se compra.

Não é uma bandeira, uma vitória e um pódio. É a postura. Sem forçar, sem pedir. Fazendo. Fazendo na pista. Fazendo fora da pista.

Na mesma semana em que a Seleção brasileira se classificou matematicamente para a Copa do Catar com vitória em uma casa (casa de fato para Tite) vazia e sem muitos "brasileiros com muito orgulho e muito amor", Lewis Hamilton recolocou fogo no campeonato 2021 em Interlagos lotado e freneticamente emocionado com a vitória "tã tã tã, tã tã tã" do inglês.

O lugar de fala e o protagonismo de Lewis Hamilton fazem a diferença em muitas lutas. Esconder-se sob um capacete à la Ayrton Senna não foi a opção de Hamilton. Infelizmente tem sido a opção dos ídolos Made in Brazil.

Sigo à espera do manifesto dos meninos da Seleção. Fiquei esperançosa há seis meses quando houve a promessa de, enfim, termos cidadãos brasileiros na Seleção.

Novembro de 2021 e contando...

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL