PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marília Ruiz: A era da intolerância no futebol atinge até as crianças

Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

09/11/2021 14h21

Um menino de 9 anos pede desculpas públicas por ter ganhado uma camisa do goleiro rival no estádio.

Para quem não soube dessa infeliz história: procure por detalhes nas redes sociais. Não vou ajudar imbecil nenhum a engrossar o crime contra criança que agora se sente culpada, acuada.

O menino pediu desculpas porque GANHOU uma CAMISA de um JOGADOR do time adversário. Com pavor do que pode acontecer com ele na arquibancada nos próximos jogos, pediu em post (humildemente!!!) para pararem de lhe xingar. Prometeu "devolver" a camisa.

Sabe quantos debates sérios sobre o assunto até aqui, além da indignação de alguns como eu nas redes sociais? Nada.

O clube para o qual torce o menino se manifestou prometendo-lhe segurança? Não.

Os desorganizados criminosos que estão ameaçando a crianças foram identificados, denunciados, calados nas redes sociais e/ou viraram alvo de investigação? Não.

Somos irresponsáveis, falidos, irremediáveis e detestáveis como torcedores.

A barbárie é mais suave.

Que dia triste.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL