PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marília Ruiz: Não há futebol sem amor, sem acidez, sem úlcera

Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

02/11/2021 15h08

Um estádio lotado depois de um longo período de tragédia coletiva, um gol no último segundo dos acréscimos, uma catarse.

Mas a posse de bola foi inútil, os cruzamentos foram exagerados, os beiradas com pés invertidos não quebravam tantas linhas, a ideia de povoar o meio campo não funcionou...

Justo vocês da imprensa, que amam o "esterilizado e justo" campeonato de pontos corridos, não conseguem celebrar uma das duas 380 "finais"??? Mas era o lanterna, mas era o sexto, mas realmente não era final. Ah, que bobos...

Não vou gastar adjetivo rodrigueanos aqui para desenhar para vocês o potencial de fábula do gol de Roger Guedes. Não há mapa de calor adequado ao tema...

Parafraseando Nelson Rodrigues, não há futebol sem amor, sem acidez, sem úlcera.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL