PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Marília Ruiz: um tobogã para chamar de meu

Corinthians se despede de tobogã do Pacaembu - Reprodução/Twitter
Corinthians se despede de tobogã do Pacaembu Imagem: Reprodução/Twitter
Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

29/06/2021 18h38

Sob chuva intensa, cantando e saltando naquele cimento do tobogã, senti o que era o amor incondicional pelo meu time de futebol.

O jogo não era uma final. Lembro mais da partida por ter revisto várias vezes lances no Youtube. Mas o amor, ah...

Não há nada como a relação de amor entre torcedores e aquele pedacinho de cimento sagrado que forja nosso caráter. Só quem é sabe o que é.

O meu cantinho do Tobogã do Pacaembu começou a ruir nesta terça. Confesso que me emocionei ao ver as imagens do início da demolição daquela arquibancada (não se trata aqui de discutir a solução arquitetônica).

Muito do que eu fui e do que virei nasceu naquele pedaço do Pacaembu. No meu coração paulistano, alguma coisa sempre aconteceu quando eu passei por lá.

Nunca foi só futebol.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL