PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

Marília Ruiz: 'Ceni sempre será nossa primeira opção', revela Casares

Rogério Ceni, técnico do Flamengo, durante derrota para o São Paulo, pela Copa do Brasil - Alexandre Vidal / Flamengo
Rogério Ceni, técnico do Flamengo, durante derrota para o São Paulo, pela Copa do Brasil Imagem: Alexandre Vidal / Flamengo
Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

28/12/2020 16h27

"Sempre que o cargo estiver vago no São Paulo, o Rogério será o primeiro a ser lembrado, nossa primeira opção."

Taxativo e sem pestanejar, Júlio Casares, presidente eleito do São Paulo, respondeu assim pergunta sobre se a ida do ídolo do time para o Flamengo teria mudado alguma coisa na relação dele com o clube.

Em longa entrevista a mim e ao colunista Milton Neves, Casares falou também que esse retorno de Ceni ao Morumbi foi adiado - não é segredo para ninguém que Casares, ainda em campanha, pensava em repatriá-lo em 2021. O novo presidente são-paulino garantiu (eu sei que é um verbo perigoso) que Fernando Diniz será o técnico do clube no ano que vem.

"Não importam os resultados da Copa do Brasil e do Brasileiro: Fernando Diniz será o técnico do São Paulo em 2021. E isso vai implicar também em fazer com que a base forme times e jogadores acostumados com o jeito dele de jogar. Assim, a base e Cotia são a nossa prioridade. E o Diniz será o nosso técnico no ano que vem", afirmou Casares no "Terceiro Tempo" da Band.

Além de Diniz (garantido pelo chefe), o SPFC terá Muricy Ramalho na coordenação do departamento de futebol, Kaká como estagiário da gerência do departamento e Zetti como consultador dos treinadores de goleiros da base. Casares também disse que vai negociar com Raí "depois de ele gozar férias justas após o Brasileiro".

Apoiado por muitos ex-jogadores, Casares também prometeu um jogo de despedida para Luis Fabiano e um camarote com entrada liberada para ex-atletas do clube no Morumbi.