PUBLICIDADE
Topo

Marília Ruiz

Marília Ruiz: A normalização do caos; e que sigam os jogos

Marília Ruiz

Tenho 20 anos de jornalismo esportivo: 5 Copas do Mundo, 4 Olimpíadas, muitos Brasileiros, alguns Mundiais e várias Copinhas. Neste blog seguirei fazendo isso: escrevendo sobre futebol. Sem frescura. Sem mimimi. Para versões oficiais dos clubes e atletas, recomendo procurar as assessorias de imprensa.

19/11/2020 13h30

Resolvi listar umas coisinhas aqui:

  1. Campeonato com dois dias de treinos depois de 90 dias de paralisação;
  2. Protocolos sanitários frouxos e diferentes;
  3. Testes com defeitos;
  4. Protocolos modificados para não prejudicar o CAMPEONATO;
  5. Demissões de técnicos com 2, 3, 4 rodadas;
  6. Nenhuma fiscalização;
  7. Zero transparência;
  8. Jogos todos dias, em todos os horários, quando dá, e quando não dá;
  9. Surtos de Covid-19 por todos os lados;
  10. Justiça desportiva e Justiça comum atuando para manter o campeonato não importe como;
  11. Um jogador afastado há meses por sequelas da doença (Raniel);
  12. Mais surtos de Covid-19;
  13. Técnicos e comissões técnicas contaminados;
  14. Mais demissões de técnicos;
  15. Silêncio ensurdecedor de jogadores, técnicos e dirigentes;
  16. Festas e aglomerações às claras;
  17. Datas-Fifa atropeladas;
  18. Viagens internacionais com protocolos especiais (e pouco transparentes) que só servem ao futebol;
  19. Jogadores jogando com menos de VINTE E QUATRO horas de intervalo;
  20. CBF MUDA, CALADA, OMISSA.

Reflitam.

Por hoje é só.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.