Topo
REPORTAGEM

Justiça rejeita direito de resposta e indenização a Ana Paula contra Globo

Ana Paula Henkel; perdeu pedido de direito de resposta e indenização contra a Globo por briga com Casagrande Imagem: TV Câmara/Reprodução
Gabriel Vaquer

Colunista do UOL

17/05/2021 14h56

A Justiça de São Paulo rejeitou o primeiro pedido de direito de resposta feito pela ex-jogadora e atual comentarista da Rádio Jovem Pan Ana Paula Henkel contra a Globo por críticas feitas contra ela pelo ex-jogador Casagrande em fevereiro. A 14ª Vara Cível de São Paulo também negou pagamento de indenização de R$ 10 mil, que estava fixada junto com o pedido, por danos morais.

A decisão foi tomada na noite do último domingo (16), em manifestação assinada pelo juiz de direito Christopher Alexander Roisin. O magistrado acolheu o pedido de contestação feito pela Globo na última sexta (14), como informou a coluna, que argumentou já ter dado direito de resposta para Ana Paula ao postar o texto solicitado no dia 13 de março em seu site de esporte, em espaço de grande visibilidade.

O juiz concordou com a Globo, já que a própria emissora, por sua conta, publicou a postagem solicitada por Ana Paula. O juiz também não considerou a indenização por dano moral, já que o pedido de direito de resposta foi considerado como não procedente.

"Considerando que houve a publicação aparentemente em local do sítio eletrônico de maior visibilidade (notícias e não blogs), é caso de indeferir-se o pedido de urgência, relegando o tema para o sentenciamento do processo, na medida da necessidade de contraditório sobre a efetiva publicação da resposta e sua suficiência. Assim, em sede de antecipação de tutela, INDEFIRO o pedido, até o contraditório sobre a contestação apresentada que revela a publicação da resposta, restando como questão processual se o destaque dado a ela foi o mesmo da notícia inicial", afirmou o magistrado.

Com isso, a Globo vence a primeira batalha contra Ana Paula Henkel. O processo irá seguir e o juiz definirá em data ainda não estabelecida se a Globo precisa mesmo divulgar o texto de Ana Paula em suas redes sociais - é isso que é pedido atualmente pela medalhista de bronze em Atlanta 1996. A ex-jogadora também processa a Band pelo mesmo assunto, mas no caso da emissora paulista, ainda não há previsão de manifestação da Justiça.

Relembre a briga entre Ana Paula Henkel, Neto e Casagrande

A briga começou em 21 de fevereiro deste ano, quando Casagrande publicou em seu blog no GE, do Grupo Globo, um texto em que qualificava Ana Paula, apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), "defensora dos violentos, dos antidemocráticos, das armas e de tudo que é ruim em nossa sociedade".

Horas depois, no mesmo dia 21 de fevereiro, Ana Paula usou o Twitter para retrucar o comentário do ex-atacante do Corinthians. "Prezado Casagrande, olhe para a sua vida e para um espelho. Eu sou o menor dos seus problemas, acredite. Tente me esquecer", respondeu a ex-jogadora em sua rede social.

"Arrume o seu quarto primeiro, que há muitos anos está uma verdadeira bagunça, antes de querer 'consertar' o mundo", concluiu. No dia seguinte, em 22 de fevereiro, Neto entrou na história. No programa "Os Donos da Bola", da Band, o apresentador saiu em defesa de Casagrande e criticou a ex-jogadora de vôlei. O processo foi movido no mês de abril e a celeuma foi noticiada em primeira mão pela coluna.

Procurada para falar sobre a primeira derrota na disputa contra a Globo, Ana Paula Henkel não respondeu aos contatos da coluna.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Justiça rejeita direito de resposta e indenização a Ana Paula contra Globo - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL