PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Globo ocupará metade do dia com Olimpíada e suspenderá Bial e shows

Galvão Bueno será o principal nome dos Jogos Olímpicos de Tóquio na Globo, que ficará no ar diariamente entre 12 e 13 horas por dia - Reprodução/TV Globo
Galvão Bueno será o principal nome dos Jogos Olímpicos de Tóquio na Globo, que ficará no ar diariamente entre 12 e 13 horas por dia Imagem: Reprodução/TV Globo
Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

Colunista do UOL

27/05/2021 04h00

A Globo já definiu alguns detalhes bem importantes para a transmissão dos Jogos Olímpicos de Tóquio, que vai acontecer entre 23 de julho e 9 de agosto. O principal deles é que pelo menos metade da programação diária da emissora será focada em transmissões ao vivo de competições ou conteúdo sobre os Jogos. A Globo destinará de 12 a 13 horas a conteúdos ligados aos Jogos Olímpicos - entre 22h e 11h, salvo algum atraso.

Isso acarretará mudanças importantes na programação da emissora. A mais impactante é o cancelamento temporário da chamada "linha de shows", que vai ao ar logo após a novela das 21h - "Império" está sendo exibida atualmente. Como são programas de temporadas ou gravados, sua suspensão por algum tempo não é uma operação complicada.

Atualmente, os realities "No Limite" e "Mestre do Sabor" vão ao ar nesta faixa, mas ambos serão finalizados dias antes dos Jogos Olímpicos, em julho. O mesmo acontecerá com as séries "The Good Doctor" e "FBI". Atrações fixas dessas faixas, como "Tela Quente", "Profissão Repórter", "Globo Repórter", "Altas Horas" e "Vai Que Cola" serão suspensas e só devem retornar a partir do dia 10 de agosto.

Apenas o futebol, nas noites de quarta, seguirá normalmente. Jogos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil continuarão a ser transmitidos.

Telejornais e programas de entretenimento ao vivo devem continuar na programação. Jornais como o "Jornal da Globo", "Hora 1 da Notícia" e "Bom Dia Brasil", além dos noticiários locais, terão duração a depender da tabela de jogos e transmissões de eventos com brasileiros - os horários devem ser divulgados no início de junho.

O mesmo valerá para o "Mais Você" e para o "Encontro com Fátima Bernardes", que são ao vivo e vão interagir com os jornalistas esportivos sobre Tóquio ou falar de qualquer outro assunto quente que esteja ocorrendo. Quem não deve ter exibição diária durante o período de Olimpíada será o talk-show "Conversa com Bial", de Pedro Bial - sua faixa vai concorrer com diversos eventos importantes.

A Globo promete exibir 200 horas de Jogos Olímpicos de Tóquio na TV aberta. Ao todo, serão 50 enviados para o Japão — apenas repórteres e produtores, com narradores e comentaristas trabalhando do Brasil. O evento terá cobertura ampla também no SporTV, que terá quatro canais lineares e 45 sinais na internet. Fora do Grupo Globo, apenas o BandSports exibirá os Jogos.

Procurada, a Globo confirmou que ficará entre 12 e 13 horas com transmissões de Olimpíadas, mas que ainda espera a divulgação da tabela para definir sua programação.

Após o período da Olimpíada, a Globo fará uma campanha com muitas novidades em sua programação. Uma delas será a reprise da novela "Verdades Secretas" e novos realities shows, como o "The Masked Singer", que será apresentado por Ivete Sangalo.