PUBLICIDADE
Topo

Gabriel Vaquer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Libertadores no SBT atrapalha plano da Record para finais com Fla-Flu

Gabigol, do Flamengo: final do Carioca, que terá Record, pode ter que mudar de dia por causa da Libertadores no SBT - Marcelo Cortes/ Flamengo
Gabigol, do Flamengo: final do Carioca, que terá Record, pode ter que mudar de dia por causa da Libertadores no SBT Imagem: Marcelo Cortes/ Flamengo
Gabriel Vaquer

Gabriel Vaquer cobre mídia esportiva desde 2014. No UOL Esporte, conta detalhes do evento onde seu time joga e onde seu profissional de TV esportiva favorito vai trabalhar.

Colunista do UOL

10/05/2021 04h00

No mês passado, a Record afirmou que iria transmitir as finais do Campeonato Carioca 2021 em dois domingos seguidos: 16 e 23 de maio, às 16h, para todo o Brasil. Com o Flamengo e Fluminense já classificados para a final, a emissora tem o grande jogo com que sempre sonhou nesta retomada do futebol em sua grade. O grande problema é que a própria presença do Flu nas finais atrapalhou os planos derradeiros da emissora. É que, agora, os jogos decisivos vão acontecer nos sábados, nos dias 15 e 22 deste mês, às 21h05.

A mudança no dia pretendido ocorreu por causa do SBT. No dia 18 de maio, uma terça-feira, às 21h30, o Fluminense tem um jogo marcado pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores da América contra o Junior Barranquilla (COL). A partida será exibida pelo SBT para grande parte do país com narração de Luiz Alano e comentários de Mauro Cezar Pereira.

A Conmebol não mudaria a data do jogo por questões de calendário. Ao mesmo tempo, Ferj, a federação carioca, não está marcando jogos com intervalos de 48 horas para seus clubes, para evitar desgastes dos jogadores. Um exemplo disto é que houve o adiamento de uma partida entre Flamengo e Vasco, pela Taça Guanabara, para que o clube Rubro-Negro não se desgastasse na primeira fase da competição —no fim, o time de São Januário ganhou por 3 a 1 a partida.

A mudança forçada de dia foi lamentada pela Record, que acreditava que poderia ser líder com folga no Ibope local nos domingos à tarde.

Até o momento, o Estadual do Rio marcou 9 pontos de média geral para a Record —superior ao que costuma obter, mas não necessariamente um estouro de audiência. É um número 50% menor em relação ao que a Globo conseguiu em 2020, sem ter o Flamengo em sua grade.

Dessa forma, o Fla-Flu decisivo ganha peso ainda maior para a TV. Liderar a faixa horária seria um recado muito importante ao mercado, para dispersar a sensação de que o Carioca é um fracasso na emissora.

No ano passado, SBT chegou a picos de 34 pontos no Rio de Janeiro com o jogo final entre Flamengo e Fluminense. O objetivo na Record é que, se os números não se repetirem, pelo menos a liderança inédita seja alcançada no Rio de Janeiro.

A transmissão da Record será com a equipe tradicional para os jogos na emissora. A narração será de Lucas Pereira, com comentários de Ricardo Rocha e Gutemberg de Paula e apresentação de Mylena Ciribelli.

A Record tem contrato com o Carioca até 2022. Neste ano, a TV paga R$ 11 milhões pelo Estadual. Em 2022, o valor subirá para R$ 15 milhões.

Errata: o texto foi atualizado
O Vasco venceu o Flamengo por 3 a 1, não por 3 a 0.