PUBLICIDADE
Topo

Fábio Seixas

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Uma mão, um troféu, uma declaração de amor

Grosjean, que teve as mãos queimadas em acidente na F-1 em novembro de 2020, segura troféu do GP de Indianápolis - Grace Hollars/Instagram
Grosjean, que teve as mãos queimadas em acidente na F-1 em novembro de 2020, segura troféu do GP de Indianápolis Imagem: Grace Hollars/Instagram
Fábio Seixas

Fábio Seixas é jornalista com mestrado em Administração Esportiva e passagens por veículos como Folha de S.Paulo, SporTV e TV Globo. Cobriu mais de 170 GPs de F-1, esteve em duas temporadas da Indy e chegou a pilotar um Benetton em Paul Ricard. Voltou para os boxes rebocado.

Colunista do UOL

17/05/2021 09h57

Desde 2012 a jornalista francesa Marion Jollès adota um segundo sobrenome: Grosjean. O casal tem três filhos: Sacha, 7, Simon, que completou 6 anos no domingo, e Camille, 3.

Mãe. Mulher de piloto. Apresentadora de um programa semanal na TF1.

romain net - Netflix/Reprodução - Netflix/Reprodução
Romain e Marion Grosjean em cena de "Drive To Survive"
Imagem: Netflix/Reprodução

E, há pouco mais de cinco meses, jogada num turbilhão de emoções ao ver o marido sofrer um dos mais horríveis acidentes dos últimos anos na F-1. Um drama com final feliz, e a cena em que os dois brincam sobre o tema em "Drive To Survive" é um alívio na alma.

No fim de semana, a história ganhou mais um capítulo. Grosjean largou na pole na etapa da Indy no circuito misto de Indianápolis. Liderou 44 voltas, terminou a prova em segundo lugar e levou para casa um belo troféu.

Pois coube a Marion publicar nas redes sociais uma foto das mais impactantes, acompanhada de um texto emocionante.

"Eu não queria mais falar sobre isso, mas esta imagem apareceu para mim nesta manhã. Uma foto descoberta por acaso no Instagram. Mesmo se não me dissessem de quem era, eu reconheceria essa mão. Conheço cada linha, cada oco, cada elevação. Na carne dessa mão estão tatuadas a resiliência, a coragem e a vontade de viver. Essa mão que tanto amo, que mais uma vez usa nossa aliança. Essa mão que se agarra a um tão merecido troféu! Metaforicamente, poderíamos dizer que foi um troféu conquistado pelo drama... Sim, eu não queria mais falar sobre isso. Mas é tão bom. Sejam fortes. Ótima semana a todos!"

A autoria da foto é Grace Alivia Hollars, fotógrafa do "Indianapolis Star", que a divulgou em seu Instagram. Que olhar, que sensibilidade, que timing.

Sim, ainda estamos em maio. Mas acho que já temos uma forte favorita a melhor foto do ano no esporte a motor.