PUBLICIDADE
Topo

Diogo Silva

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Promessa do taekwondo será porta-bandeira do Brasil nos Jogos de Rosário

Os porta-bandeira de Rosário 2022, Henrique Fernandes e Stephani Balducinni, ao lado de Kenji Saito, chefe de issão, e Paulo Wanderley, presidente do COB - William Luccas/COB
Os porta-bandeira de Rosário 2022, Henrique Fernandes e Stephani Balducinni, ao lado de Kenji Saito, chefe de issão, e Paulo Wanderley, presidente do COB Imagem: William Luccas/COB
Conteúdo exclusivo para assinantes
Diogo Silva

Diogo Silva foi campeão mundial universitário, medalhista de ouro dos Jogos Pan-Americanos e participou dos Jogos Olímpicos de Atenas-2004 e Londres-2012 no taekwondo. Hoje, faz parte do grupo de rap Senzala Hi-Tech.

Do UOL, em São Paulo

27/04/2022 13h27

O jovem talento do taekwondo Henrique Fernandes, de 18 anos, será o porta-bandeiras do Brasil nos Jogos Sul-Americanos da Juventude, em Rosário, Argentina. Ele terá a companhia da nadadora Stephani Balducinni.

A terceira edição dos Jogos Sul-Americanos da Juventude reunirá 2.500 atletas de 15 países. O evento acontecerá de 28 de abril a 8 de maio.

Gerente executivo de desenvolvimento do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), Kenji Saito será o líder de uma delegação de 236 atletas, que têm até 18 anos e vão representar o país em 26 modalidades.

Cria de projeto social no bairro Porto das Caixas, em Itaboraí, interior do Rio de Janeiro, Henrique foi destaque nas categorias de base do taekwondo. Em 2019, foi vice-campeão mundial juvenil, em Portland, Estados Unidos. Dois anos depois, conquistou o bronze no Panamericano, em Cali, Colômbia. Em 2022, Henrique conquistou a vaga para seleção brasileira adulta na categoria até 80kg e, assim, disputará os campeonatos Pan-Americano e Mundial adulto.

A jovem promessa já é uma realidade dentro do programa de desenvolvimento do COB, que tem o recém-empossado Kenji Saito como gerente executivo de desenvolvimento. O programa visa mapear jovens talentos para ajudar sua preparação visando os Jogos Olímpicos de Los Angeles, nos Estados Unidos, em 2028, e de Brisbane, na Austrália, em 2032.

Para participar do programa de desenvolvimento, as Confederações devem enviar um planejamento para captar o recurso destinado na capacitação dos jovens.

Nesse aspecto, o taekwondo saiu na frente criando o projeto Radar, que identifica os jovens atletas que serão acompanhados mais de perto.

Entendendo que a modalidade olímpica chegou em cinco semifinais em seis edições olímpicas, trabalhar e acompanhar os jovens talentos é planejar bons resultados no futuro.

Hoje os jovens talentos têm ao menos quatro torneios para menores de 19 anos: os Jogos Sul-Americanos da Juventude, Pan-Americano, Campeonato Mundial e os Jogos Olímpicos da Juventude.