Diego Garcia

Diego Garcia

Siga nas redes
Reportagem

Justiça dá 15 dias para Belo e Denilson explicarem acordo

A Justiça de São Paulo deu 15 dias para que Belo e Denilson expliquem o acordo anunciado por ambos em suas redes sociais. A decisão foi do juiz Carlo Melfi, da 5ª Vara Cível de São Paulo.

"Esclareça o exequente (Denilson) o pedido formulado, considerando a notícia veiculada por ambas as partes em suas redes sociais, noticiando a realização de acordo para pôr fim ao litígio. Concedo o prazo de 15 dias para manifestação expressa de ambas as partes", determinou o magistrado.

Belo e Denilson anunciaram um acordo em suas redes sociais no dia 11 de agosto. Porém, passados quase dois meses desde o suposto acerto, nenhum dos dois anexou detalhes sobre o pagamento da dívida junto ao processo, que corre há mais de 20 anos na Justiça de São Paulo.

E então, no dia 25 de agosto, um advogado que representa Denilson no processo cobrou R$ 490 mil em verbas processuais. Ele pediu que seja determinada a continuação de depósitos efetivados pela empresa Abramus referentes a Belo até o pagamento da quantia.

O pedido veio após a Justiça dar prioridade a um músico para receber uma dívida trabalhista de Belo antes de Denilson. Então, o advogado enviou uma petição à Justiça informando que ainda teria direito a 10% do valor atualizado da dívida, que seria de R$ 4,9 milhões. A cobrança seria o equivalente a 10% de R$ 4,9 milhões, valor incontroverso da dívida admitida até então por ambas as partes no processo.

A coluna procurou Belo e Denilson para comentarem a decisão, mas as partes ainda não se manifestaram até a publicação. A reportagem será atualizada caso queiram comentar.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes