PUBLICIDADE
Topo

JR Smith critica guloseimas e rastreamento na NBA em live e é 'censurado'

JR Smith, do Los Angeles Lakers, fez críticas em live no Instagram - Divulgação/Los Angeles Lakers
JR Smith, do Los Angeles Lakers, fez críticas em live no Instagram Imagem: Divulgação/Los Angeles Lakers

Do UOL, em São Paulo

10/07/2020 16h41

JR Smith, que assinou com o Los Angeles Lakers na semana passada, não poupou críticas à "bolha" da NBA (liga de basquete dos Estados Unidos). Em live no Instagram, o jogador reclamou das guloseimas, do cobertor, entre outros, no hotel onde a franquia da Califórnia está hospedada para a retomada da liga. No fim, disse que teve que encerrar a transmissão a pedidos por expor 'muita m...'. A NBA volta no fim de julho, com jogos no complexo esportivo da Disney World, em Orlando.

Primeiro, JR Smith mostrou uma pulseira tecnológica que promete ajudar na detecção precoce do novo coronavírus, além de medir a temperatura e a frequência cardíaca dos jogadores que a usarem.

"Peguei minha pulseirinha e m... para que eles possam me vigiar. Dispositivo de rastreamento. Fique acordado", disse o ala.

JR Smith também mostrou várias guloseimas, de barras de chocolate a cookies, que estavam no quarto do hotel. "Nós somos atletas profissionais e tudo isso", disse o ala, que completou dizendo que alguns jogadores ganham "30, 40, 50 milhões de dólares por ano".

JR Smith mostrou guloseimas em quarto de hotel - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
JR Smith mostrou guloseimas em quarto de hotel
Imagem: Reprodução/Instagram

"Mas então você está lá chorando, falando sobre alguém que não pode ficar saudável e seu corpo está em colapso e toda essa m...?", questionou o jogador, comparando os atletas da NBA a uma Ferrari.

"Você quer que a p... da Ferrari corra como uma Ferrari, porque você pagou por isso como uma Ferrari, mas você continua abastecendo como uma m... de uma Chrysler."

O ala dos Lakers ainda criticou o tamanho dos cobertores dados aos atletas que levam o logo da NBA. Segundo JR Smith, eles são pequenos demais para os maiores jogadores da liga.

Por fim, o ala deu a entender que foi contatado pela diretoria dos Lakers ou pela NBA para desativar a transmissão ao vivo. "Ah, cara, eles estão com raiva de mim. Eu vou embora. Acabei de receber a mensagem. Expondo muita m.... Tenho que ir. Mal minha", finalizou.

Basquete