Topo

Basquete


Por que Bauru e Flamengo podem fazer a melhor final da história do NBB

Maqruinhos e José Neto, do Flamengo, o ex-presidente da LNB Kouros Monadjemi e Guerrinha e Alex, do Bauru - João Pires/LNB
Maqruinhos e José Neto, do Flamengo, o ex-presidente da LNB Kouros Monadjemi e Guerrinha e Alex, do Bauru Imagem: João Pires/LNB

Fábio Aleixo

DO UOL, em São Paulo

26/05/2015 06h00

A partir das 21h30 desta terça-feira, Bauru e Flamengo começarão a decidir a sétima edição do NBB. A primeira partida da série em melhor de três será realizada na HSBC Arena, no Rio de Janeiro. Por ter feito melhor campanha na fase inicial, na qual terminou na primeira colocação, o time paulista poderá fazer dois jogos no estado de São Paulo. Elas ocorrerão em Marília nos dias 30 de maio e 6 de junho. Isso porque o Ginásio Panela de Pressão, em Bauru, não tem capacidade suficiente para receber a decisão.

O Flamengo - terceiro colocado da fase inicial - busca seu quarto título de NBB. O Bauru tentará quebra a hegemonia dos cariocas e do Brasília.

"Todos tinham a expectativa de Bauru e Flamengo chegarem na Final. As duas equipes fizeram um grande investimento para estarem aqui neste momento. Mas não podemos deixar de exaltar o ótimo trabalho da LNB e dos clubes na evolução do basquete nacional. Outras equipes, como Limeira e Mogi, poderiam estar aqui, mas os dois times fizeram jus ao rótulo de favoritos e agora decidirão o campeonato", disse o técnico flamenguista José Neto.

"Todo mundo sabe como as equipes jogam. Os jogadores se conhecem bastante, não só pelo trabalho na Seleção, mas também de campeonato anteriores. São dois elencos muito capacitados e cada uma vai tentar fazer seu melhor, tanto na parte tática como na vontade, para sair campeão. Estamos preparados e sabemos que será uma série longa", disse Guerrinha, técnico de Bauru.

O UOL Esporte mostra porque Bauru e Flamengo têm tudo para fazer a melhor final da história do NBB.

O fim do jogo único
Depois de muitas queixas de atletas, técnicos e dirigentes o modelo de jogo único na final – utilizado nos três últimos anos -  foi deixado de lado. Desta vez, será uma série em melhor de três  e a chance inédita de duas partidas serem exibidas integralmente pela Rede Globo. A emissora já assegurou a exibição do jogo 2 e do 3 caso ele seja necessário.

Maior campeão ou primeiro título paulista?

Luiz Pires/LNB
Imagem: Luiz Pires/LNB
O Flamengo tentará pela primeira vez em sua história ganhar três títulos nacionais de maneira consecutiva (incluindo os campeonatos organizados pela CBB). O clube rubro-negro venceu a edição 2012/2013 do NBB ao fazer 77 a 70 sobre o Urlânbdia. No último campeonato, bateu o Paulistano por 78 a 73.

Se conseguir a terceira taça seguida, o Flamengo se tornará o maior campeão do NBB em sete edições, com quatro troféus - também venceu o campeonato inaugural, em 2008/2009. Atualmente, está empatado com o arquirrival Brasília em número de conquistas.

Já o Bauru quer voltar a ser campeão nacional após 13 anos. Em 2002, quando contava com Leandrinho e o torneio era organizado pela CBB, fez 3 a 0 sobre o Araraquara no playoff final. Além disso, pode se tornar a primeira equipe do estado de São Paulo com um troféu do NBB. Franca, São José e Paulistano já foram vice-campeões.

Papa-tudo na temporada 2014/2015?
Divulgação/Fiba Américas
Imagem: Divulgação/Fiba Américas
O Bauru busca o título do NBB para manter os 100% de aproveitamento nesta temporada. O clube já conquistou o Campeonato Paulista, a Liga Sul-Americana e a Liga das Américas. Este último título, aliás, dará direito ao time paulista de enfrentar o Real Madrid, campeão da Euroliga, na final da Copa Intercontinental no mês de setembro em São Paulo.

Choque de astros de seleção
EFE/Marcelo Sayão
Imagem: EFE/Marcelo Sayão
Sete jogadores envolvidos na decisão disputaram o último Campeonato Mundial, na Espanha, em 2014, pelas seleções de Brasil e Argentina. Bauru conta em seu elenco com o armador Larry Taylor, o ala Alex Garcia e o pivô Rafael Hettsheimeir. Já o Flamengo conta os alas Marquinhos e Marcelo machado, além dos argentinos Nicolás Laprovíttolla (armador) e Walter Herrmann (ala-pivô, na foto).

Além disso, Hettsheimeir e Larry e o armador Ricardo Fischer foram chamados para os Jogos Pan-Americanos de Toronto (CAN). Do lado flamenguista, Vitor Benite e Olivinha também foram lembrados pelo técnico Rubén Magnano.

Duelo pessoal pelo posto de maior campeão
DIVULGAÇÃO/LNB
Imagem: DIVULGAÇÃO/LNB
Alex Garcia ou Marcelinho Machado. Apenas um dos dois poderá se declarar o maior campeão da história do NBB após a decisão deste ano. O ala de Bauru ganhou três títulos pelo Brasília. Machado sempre levantou a taça pelo Flamengo.

Os dois já estiveram frente à frente em finais do NBB, com cada um levando a melhor em um oportunidade.

Festival de arremessos de três pontos
João Pires/LNB
Imagem: João Pires/LNB
O Bauru é o time que mais arremessa da linha dos três pontos no NBB, com uma média de 29,18 de chutes por partida, sendo 11,25 certeiros.

Já o Flamengo é o quarto que mais chuta de longa distância: 24,46 por partida e 9,81 certeiros.
E os dois times contam com especialistas nos tiros de longe: Robert Day, em Bauru, e Marcelinho Machado, no Flamengo. O americano do time paulista já converteu 72 bolas de três em 31 partidas no NBB e possui um aproveitamento de 40,91%. Já o flamenguista converteu 65 em 32 partidas (eficiência de 39,16%).