PUBLICIDADE
Topo

Marca finlandesa cria roupas com tecido sustentável de polpa de madeira

Jaqueta e bolsa da Marimekko feitas com fibra de polpa de madeira - Diulgação
Jaqueta e bolsa da Marimekko feitas com fibra de polpa de madeira Imagem: Diulgação

Lígia Nogueira

Colaboração para Ecoa, em São Paulo

24/03/2021 04h00

A startup finlandesa Spinnova desenvolveu uma técnica para transformar polpa de madeira em um tecido sustentável que pode ser usado para fazer roupas. A ideia é buscar alternativas ao algodão, cuja produção exige grandes quantidades de água, e à viscose, que leva produtos tóxicos no processo de fabricação e deixa um rastro de microplásticos.

"Nossa missão é fornecer à indústria têxtil a fibra mais sustentável do mundo, produzida com o mínimo de agressão ao meio ambiente, a um custo razoável", diz a empresa, em seu site. "Inspirados pela maneira como as aranhas tecem suas teias, pegamos a celulose, o material de construção mais brilhante da natureza, e o alinhamos de maneira ideal. Isso resulta em um forte filamento de fibra elástica."

De acordo com a Spinnova, seus métodos não requerem produtos químicos nocivos e o único subproduto é a água, que pode ser reutilizada. "O fato de que essa fibra pode ser reciclada em uma nova fibra repetidamente faz com que ela seja circular disruptiva", declarou um porta-voz da empresa à Reuters.

A finlandesa Marimekko, conhecida no mundo da moda e do lifestyle pelas estampas e tecidos com ares "cool", já está usando o material para fazer uma jaqueta e uma bolsa. A próxima da lista a adotar a novidade será a H&M.

A Spinnova, inclusive, anunciou recentemente a construção de uma fábrica na Finlândia para aumentar a produção de sua fibra têxtil. A previsão é de que ela seja inaugurada no próximo ano.