PUBLICIDADE
Topo

Passar 20 minutos por dia perto da natureza reduz risco de infecções

Floresta amazônica - Atelopus/Getty Images/iStockphoto
Floresta amazônica Imagem: Atelopus/Getty Images/iStockphoto

Lígia Nogueira

Colaboração para Ecoa, em São Paulo

19/03/2021 04h00

Pessoas que passam pelo menos 20 minutos por dia perto da natureza relatam saúde e bem-estar significativamente melhores. É o que mostra um estudo desenvolvido por médicos canadenses cujos resultados estão reunidos em um projeto chamado Park Prescriptions.

A pesquisa mostra que passar um tempo em uma floresta diminui os níveis de hormônio do estresse, reduz a inflamação em adultos com Doença Pulmonar Obstrutiva e o risco de infecções pulmonares.

E ainda: idosos que vivem perto de espaços verdes vivem mais.

No site, em inglês, é possível acessar informações sobre como o contato com a natureza influencia a garotada. Crianças que brincam em espaços verdes se concentram melhor, dominam as habilidades motoras mais rapidamente e se movem mais.

Para os pequenos, uma caminhada de 20 minutos em um parque pode melhorar os níveis de concentração em casos de TDAH (Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade) de forma semelhante à medicação prescrita.

Seja qual for a idade, a prática acalma a mente: pessoas que dão um simples passeio em espaços verdes em vez de em uma rua movimentada têm menos pensamentos repetitivos.