PUBLICIDADE
Topo

Desigualdade

Padilha sobre guerra de informação: 'Muitas mortes eram evitáveis'

De Ecoa

07/08/2020 14h56

Ex-ministro da Saúde, Alexandre Padilha (PT-SP) criticou hoje, durante sua participação no UOL Debate, a postura do governo federal de não reforçar para a população a importância das medidas de contenção contra o coronavírus.

"Dentre essas 100 mil mortes, com certeza muitas eram evitáveis", destacou Padilha enquanto criticava a disseminação de fake news.

Para o deputado federal, novas mortes poderiam ser evitadas com a unificação do discurso e o acesso à informação. "Infelizmente, isso não vai acontecer por parte do governo federal, com essa postura do presidente da República e a postura da ocupação militar no Ministério da Saúde", disse.

O ex-ministro destacou que é "urgente" a necessidade da criação de uma autoridade sanitária no país.

Além disso, Padilha afirmou que "não dá para enfrentar uma pandemia como essa sem criar uma grande rede de testagem". Ele também criticou o manejamento de recursos do Ministério da Saúde para a cloroquina, "um medicamento que não tem eficácia comprovada", lembrou.

Desigualdade