PUBLICIDADE
Topo

Amassou só um pouco: como Belina esmagada saiu rodando em vídeo viral

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/12/2020 04h00Atualizada em 19/12/2020 12h57

Nos últimos dias, viralizou no WhatsApp e em outras redes sociais o vídeo de uma Ford Del Rey Belina com o teto totalmente amassado.

Na gravação, o motorista manobra enquanto se ouve uma voz dizendo "ele falou que ia sair andando com o carro".

Em seguida, o condutor buzina e grita: "Quase amassou!"

Ele ouve como resposta "só um pouquinho".

UOL Carros conseguiu descobrir quando, onde e como nasceu o meme.

Belina esmagada vídeo viral - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Eucalipto com 35 metros de altura e 1 metro de diâmetro acertou em cheio Belina Del Rey 1989
Imagem: Arquivo pessoal

O vídeo foi captado há cerca de uma semana em São Francisco do Sul, cidade do Litoral Norte de Santa Catarina, e a Belina dourada 1989 foi literalmente esmagada por um eucalipto com aproximadamente 35 metros de altura.

Quem conta a história é o aposentado Pedro José Schmitz, de 68 anos, que estava ao volante do veículo e é o proprietário da perua "highlander".

Segundo ele, o estrago aconteceu durante uma operação malsucedida de corte da árvore. Ninguém ficou ferido.

"Eu tenho uma plantação de eucaliptos em uma chácara perto de casa, no bairro Iperoba. Vendi parte das árvores e me encarreguei do corte. Só que bateu um vendo e o pessoal encarregado de puxá-la se assustou e saiu correndo. Acabou tombando para o lado errado e acertando em cheio a minha Belina".

Após o acidente, o único jeito de tirar o eucalipto de cima do carro foi cortá-lo em três pedaços com 12 metros de comprimento cada, relata. Ele reuniu 20 pessoas para remover "na unha" a tora.

Vizinho gravou o meme

Belina esmagada vídeo viral - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Quem diria que a pobre Belina sairia rodando depois de ficar neste estado? Pois ela sobreviveu
Imagem: Arquivo pessoal

De acordo com Schimitz, o autor da gravação é um vizinho que acompanhou o "resgate" e, dado o estado da Belina, duvidou que ela pudesse sair rodando do local.

"Ficou bem amassada, a ponto de eu mal conseguir tocar os pedais. Tive de ficar com parte do corpo para fora e com a porta entreaberta para conseguir dirigir. Motor e câmbio não foram atingidos".

O aposentado destaca que o vizinho depois pediu autorização para postar o vídeo nas redes sociais.

"Há alguns dias ele falou que já tinha mais de 17 mil curtidas e, caso ganhe dinheiro com as visualizações, irá comprar outro carro para mim".

Schmitz lamenta o estrago no veículo, que está com ele há 23 anos e era utilizado para pegar no batente, transportando ferramentas e outras cargas pesadas, e também para curtir a praia.

Mas ele pontua que o prejuízo maior foi a fiação da rede elétrica e o muro que também foram detonados pela árvore, cujo conserto ele terá de pagar.

"Meu carro já estava com vários pontos de ferrugem, pois moro no litoral, e hoje vale uns R$ 3 mil no máximo. Já pensei em reformá-la antes da queda da árvore, mas não vale a pena. A mecânica está boa, sempre fiz manutenção. Esse carro já me serviu muito e o consumo é baixo. Com R$ 20 de álcool, consigo rodar uma semana".

O aposentado tem um loteamento, cujos terrenos ele comercializa, além da plantação de eucaliptos.

Mesmo com o baita estrago, Pedro José Schmitz não pensa em se desfazer da sua velha guerreira.

Os planos são de cortar o teto e instalar uma prancha no seu lugar para seguir usando o veículo no trabalho pesado.