Volvo planeja absorver imposto para manter 'barato' seu novo SUV no Brasil

A volta do imposto de importação para veículos elétricos deve trazer um impacto pequeno nos carros da Volvo. Essa é a promessa do novo presidente da marca no Brasil, Marcelo Godoy, que revelou em conversa com jornalistas que a empresa planeja absorver a maior parte do aumento para manter o plano de crescimento no país - o que inclui o lançamento do SUV 'barato' EX30.

Segundo o executivo, a Volvo pretende um repasse único de aumento, que variará entre 5% e 10% de acordo com o modelo, entre janeiro de 2024 e julho de 2026.

Vale lembrar que as alíquotas planejadas pelo governo, no caso de veículos elétricos, são de 10% (a partir de janeiro de 2024), 18% (julho de 2024), 25% (julho de 2025) e 35% (julho de 2026). Para híbridos, serão de 12%, 25%, 30% e 35%, respectivamente. Já para híbridos plug-in o imposto passará para 12%, 20%, 28% e 35% nos períodos estabelecidos.

"Sabíamos que a majoração viria e estaríamos preparados. Aumentar o preço teria impacto em volume e perderíamos relevância, depois dos investimentos que fizemos lá atrás", disse Godoy. "O que vamos repassar mantém esse patamar para o futuro, preservando volume e os concessionários".

A estratégia da empresa sueca, comprada pelo grupo chinês Geely, passa por multiplicar as vendas de seus modelos no Brasil graças ao EX30. Atualmente em pré-venda, o SUV compacto elétrico já teve 2 mil unidades reservadas a partir de R$ 219.950. O preço, que compete com o de utilitários esportivos médios a combustão, será reajustado em 5% - cláusula no contrato dos veículos já vendidos previa a possibilidade de aumento. Demais carros da marca receberão o acréscimo de 10%.

"Estamos absorvendo metade do imposto. O impacto é grande, mas entendemos isso como reforço na construção de marca no país", explicou Godoy, ex-diretor financeiro da empresa e que assume o comando no lugar de Luis Resende - que passará a cuidar da operação de importação em mais de 60 países.

Planos para 2024

Com a chegada do EX30, a Volvo planeja dar um salto no volume de vendas no Brasil, partindo de cerca de 9 mil carros comercializados em 2023 para 17 mil no ano seguinte. Ainda pretende expandir a rede de concessionários de 46 para 53 pontos no país.

Sobre os novos modelos, a marca confirmou a chegada do elétrico EX90 no fim do próximo ano. Também prepara facelift para XC60 e XC90. Já a minivan elétrica EM90 está entre "as discussões e ambições", mas ainda sem algo definitivo.

Continua após a publicidade

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes