Golpe do falso ambulante: como evitar novo assalto que assusta motoristas

Uma nova onda de assaltos a veículos que trafegam em avenidas movimentadas tem chamado atenção pela forma como agem os criminosos. Em momentos nos quais o trânsito está pesado ou quando o semáforo está fechado, assaltantes que fingem ser vendedores ambulantes (até mesmo com produtos à venda em mãos, para o disfarce ficar completo) aproveitam para abordar os motoristas, muitas vezes a mão armada.

Além da impossibilidade dos carros saírem do local (devido ao trânsito mais lento), nada levaria o motorista a crer que um vendedor que está passando na rua pode ser, na verdade, uma armadilha ambulante, conforme o vídeo que viralizou nas redes.

É bem difícil perceber o perigo pois, no momento em que o criminoso do vídeo vem andando, ele demonstra muita tranquilidade. Pior ainda é o fato de estar vestido como um trabalhador comum e carregar mercadorias.

Aliás, ele está junto de outros trabalhadores, que não demonstram se também são outros criminosos disfarçados (o que seria uma formação de quadrilha), ou não. Se os demais vendedores forem legítimos, nem mesmo eles poderiam ter ciência de que havia um bandido infiltrado ali no meio.

Como não virar mais uma vítima

A forma como você se porta ao volante (e até fora dele) pode ser determinante para atrair ou repelir os bandidos. Segundo Fábio Henriques, policial federal e instrutor de defesa pessoal, uma boa analogia sobre segurança urbana é a que compara bandidos com predadores: eles buscam a "presa" mais fraca, desgarrada no grupo e que dá oportunidade de ser facilmente "abatida".

Segundo o agente, os seguintes pontos servem de alerta para o motorista:

Carro desorganizado: bagunça chama atenção dos criminosos pois, além de entenderem que a vítima pode oferecer menos perigo por ser mais "desleixada", algum tipo de objeto de valor pode estar ali no meio

Objetos à mostra: se, ao olhar pelo vidro, ele identificar várias bolsas, sacolas e objetos de valor, certamente terá mais interesse no roubo e/ou no furto

Continua após a publicidade

Não deixe os vidros abertos e não fique dentro de carro estacionado: "As duas atitudes mostram que a pessoa não está atenta à segurança. Por isso, vai ser pega de surpresa com a abordagem. Os criminosos são oportunistas, sempre vão escolher a vítima que dá menor trabalho, e que demanda menos tempo de ação. Por isso, demonstrar atenção ao seu redor pode salvar você de ser selecionado nessas horas", afirma Henriques

Observe o entorno do veículo antes de estacionar e de sair do local: se possível, dê a volta no quarteirão para verificar a presença de alguém suspeito nos arredores de onde você pretende deixar o carro

Saiba o jeito de usar a chave do carro: abra as portas apenas no momento de entrada, tranque-as, cheque se o carro foi mesmo travado (para evitar que o criminoso use emulador de sinal para impedir a atuação do comando da fechadura) e saia com o veículo o mais rapidamente possível

Rode com portas travadas e vidros fechados: hoje, muitos carros travam automaticamente as portas acima de determinada velocidade. Porém, nem todos são assim. Nesse caso, certifique-se de que elas estejam sempre trancadas com o veículo em movimento. Além disso, procure transitar com as janelas fechadas para reduzir o risco de abordagem por assaltantes em paradas rápidas, como em semáforos, por exemplo

Não se distraia, nem mesmo com o carro em movimento: muitos se aproveitam de semáforos e lombadas, onde o condutor é obrigado a parar ou a reduzir a velocidade, para agirem. Se o motorista estiver distraído, esse é outro gatilho para ações criminosas

Carros blindados repelem ladrões: os próprios criminosos sabem identificar quando há presença de blindagem e, desse modo, vão automaticamente evitar a ação nesses veículos (que tampouco podem ser transfixados por munições de revólveres calibre .38 e pistolas de até 9 mm)

Continua após a publicidade

Uma vez que foi pego pelos criminosos, não tente reagir ou negociar: em caso de assalto, a orientação é entregar os bens materiais sem discutir. A prioridade é sempre sair ileso da situação

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes