PUBLICIDADE
Topo

S10, Bolt, Cruze e Equinox: tudo sobre as novidades que a GM tem em 2021

Bolt, Equinox, S10 e Cruze terão novidades lançadas ainda em 2021 - Divulgação
Bolt, Equinox, S10 e Cruze terão novidades lançadas ainda em 2021 Imagem: Divulgação

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

23/07/2021 04h00

Depois de um primeiro semestre parado e sofrendo com a falta de componentes que tiraram o Onix da liderança do mercado total de veículos, a Chevrolet parece que começa a se mexer e anunciou quatro novidades que serão divulgadas nos próximos meses.

Claro, todas as quatro novidades foram mostradas com algum suspense, mas não muito, afinal a imagem divulgada permite ver fielmente a silhueta de cada um dos produtos que serão lançados até o final do ano por meio de pequenos filmes para a internet.

Sem ordem definida de chegada, a GM vai explorar os seguintes modelos: o elétrico Bolt, a reestilização do SUV médio-grande Equinox, uma série especial para o Cruze e a inédita S10 Z71.

Chevrolet Bolt 2022 - Divulgação - Divulgação
Chevrolet Bolt 2022
Imagem: Divulgação

Bolt

A reestilização do Bolt será uma das novidades do mercado. Vale lembrar que a GM tem interesse em trazer rapidamente o Bolt ao País, já que ela conseguiu ser líder entre os elétricos no primeiro semestre com o compacto.

O modelo está de cara nova e mudou bastante, especialmente a dianteira, em relação ao modelo que estava à venda por aqui. A frente perdeu a grade falsa, enquanto a traseira está mais harmoniosa e moderna, com lanternas menores.

Por dentro, as mudanças são sutis. Trazem novos painel e central multimídia e o cluster de instrumentos perdeu as luzes espias afixadas nas laterais da tela. Volante, comandos do ar-condicionado, manopla de câmbio e console central também mudaram.

O Bolt vem com motor elétrico que gera o equivalente a 203 cv e 36,7 mkgf. Com seu pacote de baterias de 65 kWh, a autonomia declarada pela GM é de 416 km com uma carga completa.

O Bolt ganhou também junto da sua reestilização uma versão SUV, o Bolt EUV. Toda a parte mecânica é a mesma do irmão menor, inclusive o pacote de baterias e o motor, que dão ao modelo autonomia de 402 km. Ele deve chegar na sequência ao Brasil.

Chevrolet Equinox RS - Divulgação - Divulgação
Chevrolet Equinox RS
Imagem: Divulgação

Equinox

A reestilização do Equinox é outra que aparece nas imagens. O modelo ganhou um novo visual no ano passado na China e nos EUA que desembarca agora por aqui.

Na frente, o SUV médio-grande tem novos faróis, mais afilados, grade e para-choque com faróis de neblina remodelados. Na traseira, as lanternas mantiveram o formato, mas alteraram o grafismo das luzes. E por dentro, o carro foi mantido sem mudanças.

No caso da versão RS, que é novidade pós-reestilização, ela segue a mesma lógica do acabamento do Onix RS, que inclui ausência de cromados, rodas na cor preta e costuras na cor vermelha, evidenciando a ideia de esportividade do acabamento.

Sob o capô, a GM deve manter aqui no Brasil apenas o motor 1.5 turbo a gasolina que rende 172 cv e 27,8 mkgf, única motorização disponível nos EUA também. A transmissão é a automática de seis velocidades e a tração integral que pode ser desligada.

Chevrolet Colorado ZR2 - Divulgação - Divulgação
Chevrolet Colorado ZR2 que servirá de inspiração para a nova S10
Imagem: Divulgação

S10 Z71

Aqui a coisa fica mais "local". Enquanto Equinox e Bolt continuarão a vir importados da América do Norte, a terceira inovação da GM para o segundo semestre foi desenvolvimento "made in Brazil", a S10 Z71. A ideia é ter uma opção com pegada mais esportiva para competir especialmente com a Toyota Hilux GR e a VW Amarok Extreme.

A nomenclatura Z71 é utilizada por picapes e utilitários esportivos com mudanças focadas em uso mais off-road. No caso da S10, ela vai emprestar o conhecimento da empresa com a Colorado ZR2, sua equivalente norte-americana na versão "off-road extremo".

A Colorado ZR2 tem suspensão elevada, amortecedores adaptativos e bitola mais larga, mas o pacote daqui será mais modesto. Sob o capô nada muda e a empresa manterá o motor 2.8 turbodiesel de 200 cv e 51 mkgf. O câmbio é automático de seis marchas e a tração 4x4 com reduzida.

Chevrolet Cruze RS - Divulgação - Divulgação
Chevrolet Cruze RS
Imagem: Divulgação

Cruze RS

Produzido exclusivamente na Argentina para atender o mercado do Mercosul, o Cruze nas versões sedã e hatch aguarda o "canto do cisne", quando sairá de linha no Brasil, como fez em demais mercados já. Até lá, a GM quer oferecer no País também a versão de visual esportivo RS.

O modelo não tem grandes mudanças do que já é ofertado no Cruze atual. O acabamento é o mesmo e o visual também, sendo alterado exclusivamente pela ausência de cromados, por fora e por dentro, além de costura na cor vermelha em bancos e painel.

As rodas do Cruze LTZ, que voltou na linha 2021, inclusive, são as mesmas da versão RS norte-americana disponível até 2019. Seu propulsor continua a ser o 1.4 turbo de até 153 cv e 24,5 mkgf com câmbio automático de seis velocidades.