PUBLICIDADE
Topo

Câmera interna em Teslas aumenta preocupação com violações de privacidade

Tesla Model S Plaid  - Divulgação
Tesla Model S Plaid Imagem: Divulgação

Do UOL

Em São Paulo (SP)

24/03/2021 10h07

Uma matéria da publicação Consumer Reports dá conta que a câmera virada para o motorista, localizada nos espelhos internos dos modelos da Tesla, pode capturar e compartilhar clipes de vídeo de momentos antes de um acidente ou de uma ativação automática da frenagem de emergência do veículo.

Desligada por padrão, se ligada ela pode capturar estes clipes. A ação é justificada pela montadora como sendo para "desenvolver mais recursos de segurança e aprimoramentos de software".

Tanto Model 3 quanto Model Y não possuem sistema de monitoramento do motorista com tecnologia infravermelha. Mantendo a privacidade do usuário, este sistema é usado para rastrear os movimentos dos olhos ou a posição da cabeça de um motorista por questões de segurança.

"Sempre que o vídeo está sendo gravado, ele pode ser acessado mais tarde", disse o advogado sênior do Centro de Informações de Privacidade Eletrônica, John Davisson.

"Pode haver proteções legais sobre quem pode acessá-los e como pode, mas sempre há a possibilidade de que seguradoras, polícia, reguladores e outras partes envolvidas em acidentes possam obter esses dados."

Com o CEO da Tesla, Elon Musk, falando recentemente que poderia usar suas câmeras no carro para proibir motoristas de participarem dos testes em andamento de seu sistema beta de condução autônoma Full Self-Driving, profissionais sugerem que a montadora poderá usar os sistemas de câmera em benefício próprio.

"Já vimos a Tesla culpando o motorista por não prestar atenção em um acidente ao usar o piloto automático", disse Kelly Funkhouser, gerente de programas da Consumer Reports.

"Agora, a Tesla pode usar imagens de vídeo para provar que um motorista está distraído, em vez de abordar os motivos pelos quais o motorista não estava prestando atenção em primeiro lugar."