PUBLICIDADE
Topo

Como argentino fez para carros zero parados por 30 anos voltarem à vida

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

01/04/2020 04h00

A notícia de um lote de carros zero-quilômetro guardado durante cerca de 30 anos e recentemente adquirido na Argentina viralizou nos últimos dias.

UOL Carros conversou com Alexis, que comprou os 13 veículos em Buenos Aires.

O empresário, que tem a mesma idade dos automóveis, já os colocou para funcionar - após submetê-los a uma cuidadosa limpeza para remover as décadas de poeira acumulada. Porém, não foi necessário fazer muito mais do que isso.

"Óbvio que tive de trocar pneus, colocar bateria nova e substituir combustível, óleo lubrificante e filtros. São coisas das quais um veículo parado por muito tempo necessita", conta Alexis, proprietário da empresa Kaskote Calcos, especializada em cuidados e acessórios automotivos na Região Metropolitana da capital argentina.

Além dessas medidas, os carros ainda precisam ser emplacados para que possam rodar em vias públicas.

As preciosidades "congeladas no tempo", que faziam parte do estoque de uma concessionária já desativada, incluem, predominantemente, modelos da Fiat bem conhecidos dos brasileiros: Duna (o nosso Prêmio), Tempra, Tipo e Uno.

Fiat Duna, o nosso Prêmio, vai ficar com Alexis, segundo o qual não vende sedã "por nada nesse mundo" - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Fiat Duna 1992, o nosso Prêmio, é uma das raridades zero km adquiridas pelo Argentino Alexis
Imagem: Arquivo pessoal

Segundo Alexis, a "coleção" também tem Alfa Romeo 33 e Peugeot 405, sem especificar a quantidade de cada modelo. Todos, afirma, foram comprados "zero", sem rodar. Fotos do painel de alguns carros enviadas à reportagem, de fato, exibem hodômetros praticamente zerados.

"É um tesouro precioso, jamais visto", rasga-se em elogios. Das 13 unidades, a que ele mais gostou foi o Fiat Duna verde, que diz "não vender por nada neste mundo". Porém, Tempra e Uno, para citar alguns, já ganharam novos donos e outros veículos irão seguir o mesmo destino.

"Há muitos que já vendi e outros que tenho para vender. Existem vários interessados pelo Tipo, por exemplo".

'Não herdei os carros'

Hodômetro do Fiat Uno 70S não deixa mentir; apesar de antigo, carro foi mesmo comprado zero-quilômetro - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Hodômetro do Fiat Uno 70S não deixa mentir; apesar de antigo, carro foi mesmo comprado zero-quilômetro
Imagem: Arquivo pessoal

Alexis só reclama de algumas informações que chegaram a ser publicadas.

"Coisas que eu não contei saíram em todos os lugares, mas algumas foram bem assim. Os carros eu não herdei, eu os comprei", salienta.

"Também vi notícias dizendo que os antigos donos haviam morrido em um assalto à concessionária, anos atrás. Não tem nada a ver, esse foi um caso muito complicado na Argentina. Não foi este o caso, precisamente", contesta, sem dar detalhes sobre como fechou o negócio, de quem adquiriu os veículos e quanto pagou.

Tempra azul após passar por limpeza: você dificilmente vai encontrar um em tão boas condições - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Tempra azul após passar por limpeza: você dificilmente vai encontrar um em tão boas condições
Imagem: Arquivo pessoal

A história saiu inicialmente no site "Argentina Autoblog" na sexta-feira passada. Em seguida, foi reproduzida pelo jornal argentino "Clarín" e por outras publicações ao redor do mundo.

"Os veículos foram comprados na capital federal [Buenos Aires]. Tenho comércio e um cliente comentou sobre sua existência. Em algum momento, fui vê-los e adquiri todos. Sou um amante dos Fiats, ter esses veículos é um sonho".

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.