PUBLICIDADE
Topo

Lada e outras relíquias: conheça os "carros de comunista" de Flavio Gomes

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/03/2020 04h00

Flavio Gomes, apresentador da Fox Sports, é fã declarado da marca DKW Vemag. Tanto que seu primeiro carro, um DKW 1962 comprado em 1988, até hoje permanece na garagem do jornalista.

Desde então, a coleção de veículos antigos só cresceu: já são 38 unidades. Predominam clássicos nacionais de diferentes épocas, sobretudo DKWs raros e modelos como VW Passat LS 1974, Chevrolet Chevette Ouro Preto 1982, Gurgel Supermini 1992 e até um Ford XR3 1989 amarelo.

Gomes também tem um carinho pelos carros de ex-países comunistas. Com o passar dos anos, ele adquiriu vários exemplares da Lada, sem contar um Trabant 1988, fabricado na antiga Alemanha Oriental um ano antes da queda do muro de Berlim.

O apresentador é dono, ainda, de um Wartburg 1988, também feito na antiga Alemanha comunista. E tem um Lada Laika 1993, apelidado carinhosamente de Meianov, que ele modificou em 2008 para participar de corridas de clássicos.

'Ritmo mais lento'

Lada Laika 1993 'Meianov'  - Arquivo pessoal
Lada Laika 1993 'Meianov'
Imagem: Arquivo pessoal

"No mundo comunista, o meu interesse se dá por questões históricas mesmo. O carro era um grande objeto de desejo do ocidente e a gente tinha uma outra realidade nos países comunistas. Um um ritmo mais lento de desenvolvimento, de estética e de luxo", contextualiza.

"[O antigo bloco comunista] era um mundo basicamente isolado do resto do planeta, um planeta muito consumista e em que a indústria já era frenética e feérica, com lançamentos, com modelos surgindo a cada dia. Uma falsa prosperidade pelo que a gente vê hoje, pelo que está acontecendo no mundo", pondera, revelando simpatia pela simplicidade mecânica e visual dos carros da antiga Cortina de Ferro.

"Esses carros são o retrato de uma época. Mais do que outros, e daí veio o meu interesse", conta o colecionador.

Foi difícil de encontrar?

Wartburg 1988 - Arquivo pessoal
Wartburg 1988
Imagem: Arquivo pessoal

Segundo Gomes, os modelos da Lada foram mais fáceis de achar por terem sido comercializados no País na década de 90. Além do Meianov, ele tem outro Laika, modelo 1991, mais um Samara 1993, um Niva 1991 e duas peruas Laika, de 1991 e 1993.

Quanto ao Trabant e ao Wartburg, o apresentador não detalha como chegou até eles, mas deixa claro que é um trabalho de garimpagem.

"Cada um consegue realizar esse desejo de um jeito, importando, procurando ex-diplomatas. Tem coisa que chega do Uruguai e da Argentina, você consegue importar de lá. Tem um pouco de tudo. Não é fácil, realmente algumas marcas não são fáceis de você conseguir aqui".

"Não há um mercado desses carros, o que há é um desejo muito grande de algumas poucas pessoas de tê-los", diz.

Coleção não é só para guardar

Lada SW 1991 - Arquivo pessoal
Lada SW 1991
Imagem: Arquivo pessoal

"Carro é para andar", salienta Flavio Gomes, que roda no dia a dia com uma perua Lada Laika 1991 no Rio de Janeiro, cidade onde mora e trabalha.

A coleção fica guardada em São Paulo, explica, portanto não é sempre que ele pode rodar com suas preciosidades - incluindo seus DKWs e os clássicos russos e alemães orientais. Gomes curte os "brinquedos" quando aparece uma oportunidade de vir para o Estado onde nasceu.

Porém, ele não abusa dos "velhinhos".

"Claro que, dependendo do dia, da chuva, do trânsito, você não deve colocar um carro muito antigo na rua. Não faz bem para eles. Mas, via de regra, são carros de uso, sim".

Como encontrar peças?

Lada Samara 1993 - Arquivo pessoal
Lada Samara 1993
Imagem: Arquivo pessoal

Gomes roda pouco com a coleção e diz que seus "carrinhos do Leste Europeu" dificilmente o deixam na mão.

"Não dão muito problema. Até porque são carros simples, que nasceram e morreram populares. Portanto, suas peças são fáceis de encontrar e não são caras", relata.

Para o jornalista, manutenção de carros e de peças já não é a "coisa mais complicada do mundo". "Hoje a internet é uma ferramenta muito útil para isso. Às vezes, você vai viajar e encontra uma peça ou outra. Há comunidades de fãs de todos os tipos de carro do mundo. Uns ajudam os outros".

Viu um carro camuflado ou em fase de testes? Mande para o nosso Instagram e veja sua foto ou vídeo publicados por UOL Carros! Você também pode ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito participando do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.