PUBLICIDADE
Topo

Odiados pelos mecânicos: 5 carros que passam longe das oficinas

Toyota Corolla XEi 2020 - Divulgação
Toyota Corolla XEi 2020 Imagem: Divulgação

José Antonio Leme

do UOL, em São Paulo (SP)

21/07/2021 04h00

Alguns carros são a tristeza de oficinas e seus mecânicos. Não porque eles dão trabalho demais - o que significa mais dinheiro até -, mas porque na verdade eles passam longe de dar trabalho e parar por lá. UOL Carros consultou alguns mecânicos para saber quais os carros que "dão raiva" porque nunca passam por lá.

Claro, todo carro está propenso ao cuidado que seu dono proporciona no dia a dia e mesmo esses, considerados quase inquebráveis, podem sim dar problemas se não há esmero por parte de seus proprietários.

  • Divulgação

    Volkswagen Gol

    O antigo líder, mas ainda o carro mais vendido da história do Brasil, superando o Fusca, o Gol pode estar prestes a sair de linha, mas vai sair com a honra de um carro que nunca perdeu a referência de ser um carro inquebrável. A fama continua valendo com a atual geração e até mesmo para as versões mais recentes com o câmbio automático de seis marchas usado em outros carros da marca.

  • Divulgação

    Hyundai HB20

    Criado com foco em ser um rival do VW Gol, então líder de mercado, o Hyundai HB20 se mostrou um rival à altura. O modelo tem reclamações de questões estéticas, mas não mecânicas por parte dos mecânicos e clientes. Tanto o motor 1.0 quanto 1.6 usados na primeira geração são confiáveis, tal qual os câmbios. Ele também não apresenta desgaste acelerado de pneus e demais itens mecânicos.

  • Divulgação

    Chevrolet Onix

    Especialmente a primeira geração é bem vista no mercado. O modelo ganhou as ruas e caiu no gosto do consumidor, tanto na versão hatch quando no sedã, que na época chamava Prisma. O Onix sempre se destacou por ser econômico e foi passando por melhorias no conjunto durante a primeira geração.

  • Murilo Góes/UOL

    Honda Fit

    Robusto, confiável e com a maioria rodando em circuito urbano, o monovolume/hatch da Honda deve sair de linha este ano, mas vai deixar saudades nos seus proprietários. O modelo desde a primeira geração vendida aqui com motor 1.4 e câmbio CVT ganhou popularidade por ser, como o irmão Civic, um carro inquebrável.

  • Murilo Góes/UOL

    Toyota Corolla

    O sedã mais amado do Brasil ganhou sua fama entre os clientes e "ódio" entre os mecânicos por sua mecânica confiável, duradoura e que mesmo com alta quilometragem não apresenta problemas, apenas troca de peças de desgaste natural. O carro é produzido no Brasil desde 1998.