Jorge Moraes

Jorge Moraes

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
ReportagemCarros

GWM traz hatch elétrico 'barato' ao Brasil para encarar rival chinesa

A GWM antecipou a chegada do segundo modelo da montadora ao país. O elétrico Ora GT será conhecido como o anti-Dolphin e promete mais autonomia e potência. Carro está confirmado para ser apresentado na semana que vem, dia 20, durante o Festival Interlagos, em São Paulo. O 100% elétrico e mais barato, ou no máximo na mesma faixa de preço do BYD, deve ganhar espaço no setor.

O UOL Carros viu o Ora GT durante a visita da comitiva do vice-presidente da República Geraldo Alckmin às instalações do fabricante em Iracemápolis, no interior de São Paulo. Mas era preciso guardar o momento e confirmar a sua chegada em definitivo ao Brasil.

De repente, pós-efeito Dolphin, o mercado dos elétricos compactos esquentou e a procura por modelos BEV na faixa de preço dos R$ 150 mil cresceu. Em pouco mais de oito dias, a GWM viu seu concorrente comercializar mais de 2 mil unidades do compacto. O preço do Ora GT ainda não foi confirmado, mas deve ficar próximo do rival chinês, que custa R$ 149.800 com wallbox.

Talvez você ainda não tenha ouvido falar do Ora GT, mas o GWM será vendido ao lado da linha híbrida do Haval, com a rede trabalhando em shopping centers e nas novas lojas.

Imagem
Imagem: Divulgação

O Ora GT tem visual exótico e desembarca por aqui 100% elétrico. A marca Ora foi a única não confirmada na estreia da GWM no Brasil. Só lembrar da fala do chefe comercial, Oswaldo Ramos, sobre a Haval com os SUVs, a Poer para as picapes e a Tank para os jipões "brutos".

Os elétricos seriam um outro ponto de partida "mais para frente, no futuro", declarou lá no começo Ramos. Mas o tempo do "amanhã" virou presente.

O compacto foi revelado ao público no Chengdu Auto Show, em 2020. E nele existe duas opções de motorização: 145 cv e 173 cv, a depender da versão. As baterias têm 49 ou 63 kWh, que rendem 300 e 400 km (ciclo chinês), respectivamente. A GWM Brasil vai optar pelo Ora de maior autonomia. Disso já confirmamos.

Com carregamento rápido o conjunto de baterias sai de 0-80% em 55 minutos. O Ora GT tem 4,23 metros e 2,65 de entre eixos. Porte do Dolphin mas espaço interno ligeiramente menor.

Continua após a publicidade

Consultada, a assessoria de imprensa da GWM confirmou que a linha de carros elétricos Ora será comercializada no Brasil, mas que ainda não dispõe de informação oficial sobre o tipo de modelo ou a data de lançamento.

Teste de colisão

O carro fabricado na planta Taizhou Smart Factory, na China foi bem avaliado pelo Euro NCAP. O Ora recebeu nota máxima, cinco estrelas. Com painel moderno e interior minimalista, mas tecnológico, pela tela dividida em duas, do cluster e da central multimídia.

O GT quer atrair o novo. O brasileiro, segundo nossa fonte política, vai entender o seu conceito de design ousado, juvenil. O segundo produto da GWM é derivado do elétrico Good Cat ou Funky Cat. Engraçado que na China, os modelos da Ora são batizados com nomes de gatos.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes