PUBLICIDADE
Topo

Infomoto

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Yamaha vai paralisar parcialmente a produção de motos por falta de insumos

Fábrica da Yamaha em Manaus (AM) irá suspender a montagem de algumas motocicletas entre 3 e 12 de maio   - Divulgação
Fábrica da Yamaha em Manaus (AM) irá suspender a montagem de algumas motocicletas entre 3 e 12 de maio Imagem: Divulgação
Arthur Caldeira

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Colunista do UOL

27/04/2021 18h15

A Yamaha anunciou hoje (27 de abril) a paralisação parcial da produção de motocicletas na fábrica de Manaus entre 3 e 12 de maio, devido à situação adversa na cadeia de suprimentos em função da pandemia de covid-19.

De acordo com comunicado enviado à imprensa, a fabricante japonesa afirma que "considerando a situação adversa na cadeia de suprimentos decorrente da crise de abastecimento causada pelos efeitos da pandemia do coronavírus, e visando ajustar o fluxo do recebimento de insumos, a Yamaha suspenderá as atividades em algumas de suas linhas de produção de motocicletas, no período de 03 a 12 de maio".

Diferentemente da Honda, que suspendeu a produção de motos entre o final de janeiro e o início de fevereiro, a Yamaha afirma que a paralisação na produção é parcial e atinge apenas alguns modelos de motos.

Entretanto, por uma questão estratégica, a empresa preferiu não revelar quais modelos terão a produção suspensa. Os funcionários que trabalham nessas linhas de produção terão férias coletivas no período.

De qualquer maneira, a paralisação, mesmo que parcial, deverá prejudicar ainda mais as vendas de motocicletas no ano. Também deve causar a falta ou o atraso na entrega de alguns modelos nas concessionárias.

A marca reforça que a produção de motores de popa, bem como as demais atividades operacionais da Yamaha Motor da Amazônia, Yamaha Motor Componentes da Amazônia e da Yamaha Logística permanecerão em plena atividade durante esse período.