PUBLICIDADE
Topo

Infomoto

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Triumph revela protótipo de moto elétrica com 180 cv de potência

Esboço da Triumph TE-1 protótipo da primeira moto elétrica da marca inglesa  - Divulgação
Esboço da Triumph TE-1 protótipo da primeira moto elétrica da marca inglesa Imagem: Divulgação
Arthur Caldeira

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Colunista do UOL

23/03/2021 15h37

A Triumph apresentou hoje (23 de março) o primeiro protótipo de sua moto elétrica. Batizado de TE-1, o protótipo tem motor elétrico com 180 cv (130 kW) de potência e design que remete aos modelos naked da marca inglesa, como a Speed Triple e a Street Triple RS.

O protótipo da Triumph faz parte do projeto da primeira moto elétrica genuinamente britânica. Além da fábrica de motocicletas, participam do projeto a Williams Advanced Engineering (braço da escudeira de Formula 1), que desenvolveu o sistema de baterias, a Integral Powertrain, responsável pelo motor, e o departamento acadêmico da Universidade de Warwick que deu consultoria técnica e legal, além de realizar os testes e medições.

O projeto é financiado pelo Office for Zero Emission Vehicles, escritório governamental britânico dedicado à transição energética.

Criado em maio de 2019, o projeto colaborativo chegou em sua segunda fase, revelando um inovador trem de força elétrico e uma avançada bateria, além dos primeiros esboços de estilo para o Protótipo TE-1 final, ou seja, uma moto elétrica da Triumph.

moto elétrica Triumph - Divulgação - Divulgação
Protótipo da Triumph elétrica foi criado em parceria com a Williams, a Integral Powertrain e a universidade de Warwick
Imagem: Divulgação

Incluindo inovação no desenho da bateria e do trem de força, os resultados de desempenho do teste inicial excedem em muito os padrões atuais e as metas da indústria. "A conclusão da Fase 2 e os resultados promissores alcançados até o momento, sem dúvida, terão um papel significativo em nossos esforços futuros para atender à ambição e desejo de nossos clientes de reduzir seu impacto ambiental e para um transporte mais sustentável ", disse Nick Bloor, CEO da Triumph.

Segundo Bloor, o projeto fornecerá uma das bases para a estratégia futura da empresa, que está focada em entregar o que os motociclistas desejam de uma moto elétrica da marca inglesa. "Buscamos o equilíbrio perfeito entre desempenho, maneabilidade e usabilidade no mundo real, com a personalidade de uma Triumph ", diz o CEO.

Bateria faz parte do chassi

Com base na especificação técnica pretendida coma nova Triumhp elétrica, a Williams Advanced Engineering criou uma bateria que é parte estruturante da moto. Com essa solução, a bateria, geralmente o item mais pesado em uma moto elétrica, ajuda a equilibrar as massas e o posicionamento dentro do chassi do protótipo, levando em consideração o centro de gravidade e também o motor.

Para reduzir ainda mais o peso, a Williams desenvolveu uma unidade de controle do veículo nova que é integrada ao pacote de bateria. A WAE também criou um software de gerenciamento para garantir que a energia fornecida seja suficiente independentemente da carga.

motor triumph elétrica - Divulgação - Divulgação
A bateria desenvolvida pelo departamento de engenharia da Williams é parte integrante do quadro e promete bom desempenho e autonomia
Imagem: Divulgação

"A densidade de energia desta nova bateria será um avanço significativo em relação à tecnologia existente, dando ao piloto mais potência por mais tempo. WAE também projetou e desenvolveu uma unidade de controle eletrônico desde o início, combinando o sistema de gerenciamento de bateria com as funções de controle da moto em um único pacote", disse Dyrr Ardash, gerente comercial sênior da Williams Advanced Engineering.

Ainda de acordo com Ardash, o alcance da bateria também é maior do que as disponíveis atualmente no mercado. Entretanto, as empresas não revelaram qual seria a autonomia.

Motor de 180 cv

Já a Integral Powertrain inovou ao condensar num único bloco a unidade motriz e o inversor (componente que converte a corrente contínua da bateria em corrente alternada para alimentar o motor). O objetivo também foi reduzir o peso do conjunto e o economizar espaço, algo muito importante em uma motocicleta.

motor triumph TE-1 - Divulgação - Divulgação
Esse pequeno motor elétrico inovador é capaz de produzir 130 kW de potência, o equivalente a 180 cv
Imagem: Divulgação

A empresa também implementou contatos de carboneto de silício no inversor, diminuindo as perdas no inversor. Com isso, alcançaram maior eficiência do trem de força, entrega de potência e autonomia.

"Um dos fatores mais influentes no desempenho e manuseio de uma motocicleta é a massa, então na Integral Powertrain nos concentramos muito em fazer uma mudança radical no design do motor e do inversor, removendo cabos pesados de alta tensão, por exemplo. Isso oferece um produto que é significativamente mais compacto e leve do que qualquer coisa atualmente disponível no mercado. O motor produz 130kW ou quase 180 cavalos de potência, mas pesa apenas 10 kg, muito mais leve do que a tecnologia existente e claramente uma pequena fração da massa dos motores de combustão interna tradicionais ", disse Andrew Cross, Diretor Técnico da Integral Powertrain Ltd.

Triumph promete moto elétrica com emoção

Já à Triumph coube desenvolver o software de controle do veículo que incorpora todos os sistemas elétricos para assegurar uma resposta melhor ao acelerador, frenagem regenerativa, controle de tração e todas as características de uma moto da marca inglesa.

Triumph TE-1 - Divulgação - Divulgação
Linhas da TE-1, a moto elétrica da Triumph, remetem ao estilo das radicais naked da marca inglesa
Imagem: Divulgação

Paralelamente, a Triumph projetou o chassi do protótipo, incluindo o quadro principal e o quadro traseiro, incluindo aí uma balança monobraço. Durante o desenvolvimento, a empresa já levou em consideração o desenho da transmissão final e o estilo do Protótipo TE-1, cujos primeiros esboços estão sendo revelados pela primeira vez hoje.

"O ponto de partida para nós no projeto TE-1 foi coletar um feed back importante dos clientes sobre o que os pilotos realmente desejam de suas motocicletas e entender como uma motocicleta elétrica pode fornecer a experiência que eles desejam. Isso inclui considerar o tipo de pilotagem, autonomia, comando e natureza da entrega de potência e torque, juntamente com a ergonomia e os controles da moto. Levando todo esse feed back em consideração, começamos o projeto do chassi, focando em reunir tudo no Protótipo TE-1 de uma forma que forneça uma experiência de pilotagem empolgante e nova, mas que no fim das contas seja familiar", explicou Steve Sargent, Chefe de Produto da Triumph.