PUBLICIDADE
Topo

Honda ADV 150 pode chegar ao Brasil ainda este ano; conheça a nova scooter

ADV 150 usa mesmo motor da PCX 150, mas tem suspensões mais robustas e proposta de ser uma scooter "aventureira" - Divulgação
ADV 150 usa mesmo motor da PCX 150, mas tem suspensões mais robustas e proposta de ser uma scooter "aventureira" Imagem: Divulgação
Arthur Caldeira

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Colunista do UOL

03/10/2020 04h00

A Honda ADV 150 já estava praticamente confirmada para o mercado brasileiro desde o final de 2019, quando a Honda apresentou a scooter no Salão Duas Rodas, realizado em novembro do ano passado, e registrou sua patente no Brasil em dezembro. Seu lançamento já deveria até ter ocorrido, mas a pandemia paralisou as fábricas de motocicletas e atrasou a chegada de novos modelos.

ADV 150 preta - Divulgação - Divulgação
A pandemia, que paralisou a produção de motos, atrasou o lançamento da ADV 150
Imagem: Divulgação

Entretanto, a marca japonesa está fazendo de tudo para lançar a "versão aventureira" da PCX, como pode ser descrita a ADV 150, ainda neste ano no País. Afinal, as vendas de motos estão em alta, como provam os emplacamentos no mês passado que superaram em 13,55% setembro de 2019, e a Honda quer aproveitar o bom momento.

O curioso é que uma das razões para o atraso do lançamento da ADV 150 no Brasil é justamente a alta demanda. Com a interrupção na produção de motos por quase dois meses, as entregas de consórcio acumularam - esse tipo de modalidade representa 30% das motos vendidas no país.

Outro motivo é que, desde o retorno às atividades, a produção não está a todo vapor em função dos protocolos de saúde e segurança, como redução do número de funcionários nas linhas, entre outras medidas,

espaço embaixo do banco adv 150 - Divulgação - Divulgação
Honda ADV 150 tem espaço com capacidade para 27 litros, quase a mesma da PCX
Imagem: Divulgação

Com isso, a apresentação da ADV 150 depende da capacidade de a Honda produzir a nova scooter na fábrica em Manaus (AM). Fontes ligadas à marca afirmam que estão sendo feitos esforços para normalizar a situação, mas a prioridade no momento é a saúde dos colaboradores da planta.

De qualquer maneira, já é certo que a ADV 150 será vendida aqui no Brasil. Só resta saber quando. Enquanto isso não acontece, conheça tudo sobre a nova scooter "aventureira" da Honda.

Scooter crossover

Equipada com o mesmo motor da PCX, a ADV 150 encarna o conceito "City Adventure" que deu origem à X-ADV. Segundo a Honda, são modelos crossover, que mesclam a praticidade de uma scooter com a versatilidade de uma moto trail. A proposta é bastante adequada às nossas ruas mal pavimentadas que fazem as suspensões das scooters sofrerem.

ADV 150 cidade - Divulgação - Divulgação
Proposta da ADV 150 é adequada às ruas brasileiras; suspensões têm curso mais longo do que da PCX
Imagem: Divulgação

Guardadas as devidas proporções, a ADV 150 tenta reproduzir esse conceito em menor "cilindrada". Do design, com um pequeno para-brisa, painel de LCD e conjunto óptico duplo, ao chassi reforçado e às suspensões Showa, com mais curso do que na PCX - 132 mm contra 100 mm, nos garfos dianteiros.

painel adv 150 - Divulgação - Divulgação
Painel de LCD e para-brisa lembram a X-ADV, scooter aventureira de 750 cc da Honda
Imagem: Divulgação

Os pneus também são de uso misto e mais largos: 110/80-14, na dianteira, e 130/70, na roda aro 13, menor do que PCX, mas segue a receita ciclística das motos trail que, geralmente, têm rodas menores atrás. Ao mesmo tempo, a configuração manteve o bom armazenamento sob o assento, com capacidade para 27 litros.

PCX roda dianteira - Divulgação - Divulgação
Suspensão dianteira tem 132 mm de curso, contra 100 mm na PCX; pneu de uso misto também é mais largo
Imagem: Divulgação

Por falar em praticidade, característica frequentemente associada às scooters, a ADV também conta chave Smart Key e porta-luvas com tomada 12V, como a PCX. E, de quebra, o para-brisa oferece ajustes em duas posições - a mais baixa, indicada para rodar na cidade, e outra, 7 cm mais alto, que desvia o vento em rodovias.

adv 150 traseira - Divulgação - Divulgação
Na traseira, sistema bichoque tem reservatório a gás e 115 mm de curso; roda é aro 13 e freio a tambor
Imagem: Divulgação

O conjunto motriz tem a mesma base da PCX: um monocilíndrico de 149 cm³, com arrefecimento líquido e injeção eletrônica, que produz cerca de 13 cv de potência. De acordo com a Honda, os dutos de admissão são maiores na ADV 150, oferecendo ainda mais torque em baixos e médios regimes. O consumo deve girar em torno de 40 km/litro de gasolina, com o auxílio do sistema Idling Stop, que desliga o motor em paradas mais longas.

Quanto vai custar?

Essa é grande pergunta que todos fazem. Nos Estados Unidos, onde a ADV 150 já está sendo vendida, em versão única, com disco e sistema ABS, somente na roda dianteira, e tambor (?), na traseira, o preço sugerido é de US$ 4.299 (cerca de R$ 24.400). Não se espante. A ADV 150 será produzida no Brasil e, em função do dólar alto, esse valor está deturpado.

ADV 150 na terra - Divulgação - Divulgação
Preço sugerido da Honda ADV 150 no Brasil deve ser, pelo menos, R$ 15.500
Imagem: Divulgação

O que nos interessa é a diferença entre o preço da ADV 150 e da PCX 150, que também é vendida nos EUA. Por lá a versão com ABS tem preço sugerido de US$ 3.999 (R$ 22.660) - 300 dólares ou R$ 1.650, portanto, a menos do que a ADV.

Mas, afinal, quanto vai custar a nova scooter aventureira da Honda? Se considerarmos que a PCX 150 ABS é vendida no Brasil por R$ 13.990, a nova ADV 150 deve ter preço, pelo menos, a partir de R$ 15.500. E aí, você pagaria esse valor a mais pela ADV 150? Deixe sua opinião nos comentários.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.