PUBLICIDADE
Topo

Tiger 900 chega com visual novo e motor maior; preço parte de R$ 57.990

Novo modelo da Triumph vem substituir a Tiger 800, bigtrail mais vendida do país no ano passado - Alessio Barbanti/Divulgação
Novo modelo da Triumph vem substituir a Tiger 800, bigtrail mais vendida do país no ano passado Imagem: Alessio Barbanti/Divulgação
Arthur Caldeira

Arthur Caldeira, jornalista e motociclista (necessariamente nessa ordem) fundador da Agência INFOMOTO. Mesmo cansado de ouvir que é "louco", anda de moto todos os dias no caótico trânsito de São Paulo.

Colunista do UOL

17/06/2020 18h59

Resumo da notícia

  • Moto chega em duas versões: GT Pro, vendida por R$ 57.990, e a Rally Pro, por R$ 59.990
  • Triumph afirma que valor é promocional para as 70 primeiras unidades e será reajustado em 1º de julho
  • Motor de três cilindros agora tem 888 cm³, mais torque, porém os mesmo 95 cv de potência máxima

A Triumph Tiger 900 chega ao Brasil com um visual novo e um motor de maior capacidade (888 cm³) nas versões mais completas. A GT Pro, que tem rodas de liga-leve e aro 19, na dianteira, será vendida por R$ 57.990; e a Rally Pro, que usa rodas raiadas e aro 21, na frente, por R$ 59.990. Vale ressaltar que os valores são promocionais de lançamento para as primeiras unidades, e a Triumph já avisa que haverá aumento de preço a partir de 1º de julho.

Tiger 900 GT Pro - Alessio Barbanti/Divulgação - Alessio Barbanti/Divulgação
Voltada mais ao asfalto, a Tiger 900 GT Pro tem rodas de liga-leve e aro 19 na dianteira e suspensões eletrônicas
Imagem: Alessio Barbanti/Divulgação
A nova geração da bigtrail média da marca inglesa, lançada mundialmente no ano passado, tem a missão de substituir a Tiger 800, modelo mais vendido da marca no país e do segmento neste ano. "Estamos muito animados com esse lançamento, que vinha sendo um dos mais aguardados dos últimos tempos, sobretudo no mercado nacional. O Brasil é o maior consumidor da Linha Tiger 800 no mundo, entre todas as nossas subsidiárias", explica Renato Fabrini, General Manager da Triumph.

O que mudou

O motor de três cilindros e 888 cm³ é a principal novidade da Tiger 900. Criado atender às normas Euro 5, o tricilíndrico é completamente novo. Oferece 10% a mais de torque (8,87 kgf.m a 7.250 rpm) e mais potência em médios giros, segundo a Triumph. Mas a potência máxima ainda é de 95 cv a 8.750 rpm. A marca afirma que o ronco e a "personalidade" do motor mudaram.

Tiger 900 Rally Pro - Divulgação - Divulgação
Além do motor maior, Tiger 900 ficou mais leve e ganhou tanque com capacidade para 20 litros
Imagem: Divulgação
Embora seja a principal novidade, o motor maior não é a única. O modelo ganhou um desenho mais moderno, com faróis retangulares, além de um tanque maior, com capacidade para 20 litros (um litro a mais do que a Tiger 800).

A bigtrail também ganhou quadro mais leve e perdeu até cinco quilos. Os freios das versões top de linha, que chegam ao Brasil, são da grife Brembo, com pinças monobloco. As suspensões também foram retrabalhadas e trazem ajuste eletrônico na GT Pro e na Rally Pro.

Tiger 900 Rally Pro estática - Divulgação - Divulgação
Tiger 900 Rally Pro com rodas raiadas e aro 21 na dianteira vai melhor na terra; preço é de R$ 59.990
Imagem: Divulgação
Por falar em tecnologia, agora há o sensor de medição inercial, sistema ABS otimizado para curvas, e até seis modos de pilotagem. O painel digital tem tela colorida TFT de 7 polegadas e conexão Bluetooth para o celular.

As especificações enchem os olhos, mas estão presentes apenas na Tiger 900 GT Pro e Rally Pro, que chegam agora ao mercado nacional. Como é de costume, a estratégia da marca inglesa é trazer primeiro as versões top de linha, mas devem vir também a Tiger 900, de entrada, a Tiger 900 GT a Tiger 900 Rally.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.