PUBLICIDADE
Topo

Doutor Multas

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Cuidados no escuro: 5 dicas para dirigir com segurança à noite e com chuva

Shutterstock
Imagem: Shutterstock
só para assinantes
Gustavo Fonseca

Gustavo Fonseca é especialista em direito de trânsito e fundador do Doutor Multas, site que auxilia o motorista a recorrer de multas, economizar e não perder a CNH

Colunista do UOL

15/06/2022 04h00

Se dirigir à noite requer muita atenção dos motoristas, guiar neste cenário e com chuva exige ainda mais cuidados. Isso porque, além de a estrada ficar mais perigosa por estar molhada, o campo de visão dos condutores também fica prejudicado pela falta da luminosidade do dia. É por isso que acidentes graves são ainda mais comuns nessas condições.

No entanto, se o motorista seguir alguns cuidados específicos e tiver atenção, os riscos de algum problema acontecer durante a viagem diminuem consideravelmente. Para isso, além de ser imprescindível que o carro esteja com a revisão em dia, a direção defensiva precisa estar "bem viva" na memória do condutor, que deverá colocá-la em prática com ainda mais perícia.

  • O UOL Carros agora está no TikTok! Acompanhe vídeos divertidos, lançamentos e curiosidades sobre o universo automotivo.

As dicas a seguir são destinadas a todos aqueles que querem dirigir com segurança nos dias de chuva, especialmente à noite. Afinal, não são poucos os condutores que têm receio de pegar a estrada nessas condições. E, para ser um bom motorista, é preciso aprender a conduzir em todas as situações de tráfego, pois nunca se sabe quando será necessário colocar a teoria em prática.

1. A velocidade deve ser reduzida

Reduzir a velocidade é uma das primeiras atitudes que o motorista deve tomar ao pegar o volante em noites chuvosas, pois a pista se torna muito escorregadia quando está molhada e, consequentemente, perigosa.

Em situações em que a chuva ainda está moderada, é recomendado que o condutor mantenha a velocidade máxima correspondente a 80% do limite da via. Já se a chuva for mais intensa, o ideal é reduzir ainda mais o velocímetro para aumentar a segurança.

Vale ressaltar que respeitar o limite de velocidade também é importante para evitar multas. Conforme o artigo 218, do Código de Trânsito, dependendo do quão acima da velocidade máxima o condutor trafega, a multa pode chegar a R$ 880,41, e o direito de dirigir do motorista pode ser suspenso.

2. Atenção à utilização dos faróis

Um equívoco que muitas pessoas cometem é acreditar que, ao dirigir à noite, na chuva, o ideal é utilizar os faróis altos. Na verdade, nesse caso, além de prejudicar a visibilidade dos demais motoristas, o farol alto tende a ofuscar ainda mais a visão do próprio condutor, já que sua luz irá refletir diretamente nas gotas de chuva. Portanto, o correto é utilizar o farol baixo nas noites chuvosas.

O condutor que não respeitar essa regra poderá ser multado. Conforme o artigo 250, do CTB, deixar de manter a luz baixa acesa, durante a noite e sob chuva, neblina ou cerração, estará cometendo uma infração de natureza média. A penalidade prevê multa no valor de R$ 130,16 e a soma de 4 pontos na habilitação.

3. A correta manutenção dos pneus pode evitar a aquaplanagem

Um dos maiores temores dos motoristas que dirigem na chuva é o risco de o veículo aquaplanar. Essa situação, bastante comum, acontece quando os pneus, ao passarem por algum trecho molhado do asfalto, perdem o atrito com o chão, dando a impressão de que o veículo está flutuando por alguns segundos.

Em caso de aquaplanagem, além de manter a tranquilidade para não perder de vez o controle do veículo, é fundamental manter as mãos firmes ao volante - que deverá permanecer em linha reta - e tirar o pé do acelerador.

Para que o veículo não aquaplane, além de reduzir a velocidade e evitar trechos alagados, é fundamental realizar a manutenção dos pneus. Pneus carecas e com a calibragem em desacordo com a indicação do fabricante são fatores que aumentam, e muito, o risco de aquaplanagem.

4. Ultrapassagem: evitar a manobra - ou realizar de maneira segura

Se a ultrapassagem é uma manobra que, em boas condições climáticas, já é responsável por inúmeros acidentes, em dias de chuva e à noite, o risco é ainda maior. Nesse caso, o ideal é evitar esse tipo de manobra, principalmente em vias de pista simples.

Agora, se a ultrapassagem for realmente necessária, é fundamental ter certeza de que a pista contrária está livre e sinalizar previamente a intenção de realizar o movimento. Para fazer a manobra de maneira segura, é fundamental prestar bastante atenção à sinalização da via.

As marcas em linhas longitudinais nas pistas sinalizam se a ultrapassagem pode ou não ser realizada; as linhas amarelas são aquelas que dividem os fluxos opostos das vias - ao contrário das brancas, que sinalizam fluxo de mesmo sentido.

As linhas amarelas podem ser:

  • simples e contínuas (aquelas que não permitem ultrapassagem e deslocamentos laterais);
  • simples e seccionadas (que permitem ultrapassagem e deslocamentos laterais);
  • duplas contínuas (não permitem ultrapassagens e deslocamentos laterais); e
  • duplas, parte contínua e parte seccionada (que permitem ultrapassagem apenas no sentido da faixa seccionada).

Já as linhas brancas podem ser contínuas ou seccionadas. Da mesma forma, a contínua não permite a ultrapassagem nem a troca de faixa, ao passo que a seccionada permite a realização de ambas as manobras.

5. É importante manter uma distância segura entre os veículos

Manter uma distância segura dos demais veículos, ao dirigir na chuva e/ou durante a noite, é fundamental para reduzir os riscos de colisão. Em condições de pista normais - com boa luz e visibilidade -, geralmente se utiliza a regra de respeitar uma diferença de dois segundos entre um ponto em que o veículo de frente passou e o seu. Já na chuva, esse intervalo deve aumentar para, pelo menos, quatro segundos.

Para colocar essa regra em prática, é simples. Primeiro, é preciso escolher um ponto fixo à margem da via. Depois, quando o veículo da frente passar por ele, basta começar a contagem pausada dos segundos. A distância entre o seu veículo e o que vai à frente será segura se o seu veículo passar pelo ponto fixo após a contagem de, pelo menos, dois segundos - ou quatro, em caso de más condições climáticas e/ou da pista.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.