PUBLICIDADE
Topo

Coisa de Meninos Nada

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Fluido de freio: como é a manutenção que quase todos esquecem de fazer

Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

13/04/2021 04h00

Todo mundo sabe que é importante que o carro freie bem, mas a quantidade de pessoas que negligenciam o fluido de freio é enorme. Muita gente acha que a única manutenção necessária é trocar pastilhas e discos, e olhe lá.

Os freios do seu carro são hidráulicos. Simplificando bastante, isso significa que usam um fluido para multiplicar força e fazer com que o pedal fiquei mais macio, enquanto a frenagem se torna mais eficiente. É de extrema importância que esse fluido seja trocado de acordo com as especificações do manual, de tempo e tipo.

Deixar o fluido vencer pode permitir que certas peças do sistema comecem a enferrujar e, num caso extremo, você pode perder os freios por um travamento no cilindro mestre.

Sei que já ensinei como parar um carro que perdeu os freios, mas é sempre melhor não passar por esse aperto, né? Também já mostrei como verificar o nível do fluido e expliquei que ele não pode ser completado. Isso é muito importante, já que, se isso for feito, ele perde a referência do desgaste das pastilhas ou pior, camufla um vazamento.

Se você nem sabe como está o estado do seu fluido, leve o carro a uma oficina e peça para o mecânico checar. Existe uma caneta de teste que verifica a integridade dele.

Também não economize na hora de comprar fluido novo, viu! Adquira um de marca de referência, pois é a sua segurança que está em risco.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL