PUBLICIDADE
Topo

Coisa de Meninos Nada

Respeitar as regras de trânsito é obrigação de todo motorista

Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

18/08/2020 04h00

Tenho uma série, já faz algum tempo, em que comento o Código de Trânsito Brasileiro. Comecei a falar sobre o assunto por acreditar que conhecer e respeitar as leis de trânsito é tão importante (e responsabilidade do motorista) quanto a manutenção preventiva do automóvel.

Desde que comecei a escrever aqui para o UOL Carros não tinha voltado ao assunto, já que a ênfase aqui são as dicas sobre mecânica. Mas agora retomei os vídeos. São informações importantes, que os leitores e meus seguidores gostam e cobram - que continuarão no canal do CMN no YouTube.

Neste vídeo, abordamos os artigos 44 e 45, que tratam de cruzamentos.

O Art. 44 diz: "Ao aproximar-se de qualquer tipo de cruzamento, o condutor do veículo deve demonstrar prudência especial, transitando em velocidade moderada, de forma que possa deter seu veículo com segurança para dar passagem a pedestre e a veículos que tenham o direito de preferência".

Aqui chamo a atenção, especialmente, para cruzamentos que não possuem a sinalização de preferencial (a placa de "Pare" para a mão sem preferência), onde todos precisam ter prudência ao atravessar. Lembrando também que pedestres sempre têm preferência, já que os motoristas são responsáveis por tudo o que é menor que eles (lembram dessa aula na auto-escola, né?).

O Art. 45 diz: "Mesmo que a indicação luminosa do semáforo lhe seja favorável, nenhum condutor pode entrar em uma interseção se houver possibilidade de ser obrigado a imobilizar o veículo na área do cruzamento, obstruindo ou impedindo a passagem do trânsito transversal".

Ou seja, o famoso "fechar o cruzamento", que é um problema tão grande no trânsito das grandes cidades, especialmente nos horários de pico. Aquela velha história de avançar no sinal amarelo quando você está vendo que não tem como passar.

Em alguns casos essa situação acontece por uma infelicidade mesmo, mas a gente sabe que na maioria das vezes é má vontade e falta de cidadania mesmo, né?

Com isso, deixo aqui meu convite para seguirem a playlist de Código de Trânsito e, por aqui, voltaremos com as dicas de manutenção na próxima matéria. Deixem aí nos comentários sugestões sobre o que gostariam de ver ou ler por aqui.