PUBLICIDADE
Topo

Ladeiras: quais medidas tomar ao estacionar o carro e o que causa problemas

Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

21/07/2020 04h00

É comum me perguntarem se tem problema deixar o carro engatado ao estacionar em uma ladeira, ou se é legal deixar o pneu virado para a calçada ou até encostado.

Em geral, o freio de estacionamento (o famoso freio de mão) tem que dar conta de manter seu carro parado, mas as práticas mencionadas são mais que comuns entre os motoristas quando estacionam em ladeiras bem íngremes.

Deixar o carro engatado é uma opção. Não prejudica em nada os sistemas e é mais uma garantia de que ele não sairá do lugar. Deixar as rodas viradas para a calçada também é legal. Se, por algum motivo, o veículo descer um pouco, mesmo engatado e com o freio de estacionamento acionado, ele vai rodar até encostar na calçada e parar.

Mas deixar o pneu encostado no meio-fio, mesmo que de leve, não é bom. Isso pode afetar a estrutura do pneu e te trazer problemas. O piloto de testes da Goodyear Felipe Zacarias é quem nos envia a dica de hoje, alertando sobre as consequências desse hábito.

Segundo ele, estacionar com os pneus encostados no meio-fio pode ocasionar uma fissura na malha interna de aço. Isso também acontece quando passamos por cima da calçada - e com ainda mais gravidade, já que o impacto é maior.

O piloto explica que podemos notar essas rupturas na malha do pneu em três momentos:

- Ao calibrar o pneu e, no dia seguinte, ele já estar vazio novamente. Nesse caso, as trincas tiraram a eficiência da estrutura de aço ao ponto dela não conseguir mais segurar a pressão

- Vibrações ao andar acima de 80 km/h em uma rodovia. Se você está com o balanceamento dos pneus em dia e sente essa vibração, o culpado pode ser esse dano na manta de aço

- Bolhas: se você notar uma no pneu é porque a avaria foi tão extensa que ele pode romper e estourar.

O Zacarias ainda ressalta outro risco quando esbarramos o pneu no meio-fio, que é o de retirar uma lasca da lateral dele. É bem grave, pois avarias nos ombros dos pneus não são reparáveis. E, mesmo que você não arranque material, o pneu prensado contra o meio-fio faz com que ele perca pressão e contribui para uma deformação lateral.

Ele termina mencionando a segurança. Lembra que nossas ruas já são muito severas com os pneus. Então, além de termos atenção com o meio-fio, ser cuidadoso na condução também é vital, evitando buracos, tampas de bueiros e outros obstáculos pelo caminho.

Conte nos comentários os causos que já tiveram com pneus e deixem sempre suas dúvidas, sugestões e tudo mais.