PUBLICIDADE
Topo

Blocos de rua

Preta Gil quer mudar itinerário de seu megabloco no Rio: "Ficou apertado"

Giovani Lettiere

Colaboração para o UOL, do Rio

19/02/2017 16h02

Preta Gil pediu a transferência de seu Bloco da Preta, que reuniu 500 mil foliões na tarde deste domingo (12), da rua Primeiro de Março para a Avenida Presidente Vargas, também no Centro do Rio, no Carnaval do ano que vem.

"Quero voltar para a Presidente Vargas pelo espaço. A Primeiro de Março é apertada, não tenho como alargar a rua. Vi muitas pessoas se espremendo e apenas três brigas que se resolveram rápido. Essas brigas acontecem, na maioria das vezes, pelo aperto", explicou a cantora, que já desfilou seu bloco na avenida em 2015 e fez na Primeiro de Março pela segunda vez este ano.

O bloco já passou duas vezes também pela Vieira Souto, em Ipanema, e três anos na avenida Rio Branco, que também ficou pequena para a multidão de fãs da cantora.

"Aqui na Primeiro de Março seria provisoriamente por conta das obras para a Olimpíada no ano passado, e este ano, de transição de governo municipal, acabamos ficando aqui mesmo, mas a tendência é de que ano que vem voltemos para a Presidente Vargas. Ano passado sofremos com pouco policiamento. Para mim, a questão da violência é primordial. Este ano foi bem melhor, felizmente. Fui numa reunião com o Marcelo Alves, presidente da Riotur, para viabilizar todos os blocos gigantes no Centro, que não é uma área residencial. Eu que pedi para sair da orla de Ipanema", lembrou Preta em papo com o UOL depois de três horas de apresentação.

Apesar de querer a transferência, Preta avaliou bem seu segundo ano na Primeiro de Março. "Estou com a sensação muito melhor do que dever cumprido. Como valeu a pena todo o esforço! A intenção foi melhorar. Junto com a Riotur, a Guarda Municipal e a PM, agora com torres de segurança, tudo surtiu efeito, funcionando bem melhor. Ficou nítido e notório isso. Vejo um esforço muito grande de melhorar o Carnaval de Rua do Rio na nova administração da cidade. Acatei e aprovei as mudanças e foi o desfile mais tranquilo de todos os oito que já fiz", elogiou.

A cantora vai sair com seu bloco no Carnaval de Salvador no dia 24 de fevereiro, pela primeira vez, no circuito Barra-Ondina. "Sair com meu bloco em Salvador sempre foi um sonho para mim, pela minha história com a Bahia. Foi lá que aprendi a puxar o trio, fazendo participações. Quero fazer agora outras partes do Brasil também. Meu bloco é da inclusão. Só me chamar que eu vou", vendeu-se a cantora, que se apresentará neste Carnaval também em Belo Horizonte e Brasília, além de ser embaixadora de um camarote e fazer show em outros dois, todos na Marquês de Sapucaí.