PUBLICIDADE
Topo

Blocos de rua

7 foliões fantasiados que já viraram patrimônios do Carnaval de rua carioca

Alce, Garçom e Faxineira Apaixonada por Wando: três foliões que já viraram patrimônio do carnaval de rua carioca - Marcelo de Jesus/UOL
Alce, Garçom e Faxineira Apaixonada por Wando: três foliões que já viraram patrimônio do carnaval de rua carioca Imagem: Marcelo de Jesus/UOL

Michele Miranda

Colaboração para o UOL, no Rio

20/02/2017 04h00

Carnaval vai, Carnaval vem, e o Rio de Janeiro produz mais e mais patrimônios. E não estamos falando de marchinhas centenárias nem de um samba-enredo campeão. Rastreamos as personalidades dos blocos de rua, aquelas que já se tornaram patrimônios de presença garantida e mais do que aguardada pelos foliões. Pode ter certeza: se você cruzar num bloco com um desses personagens, você está no lugar certo! Afinal, eles estão há muitos anos nesse mercado…

  • Marcelo de Jesus/UOL

    Bloco das Trepadeiras (9 anos)

    "Tive a ideia de juntar um grupo de mulheres para criar uma fantasia sobre a liberdade que o carnaval tem que proporcionar. A cada bloco reunimos entre 30 e 70 trepadeiras. Basta escolher o nome de uma flor e ter disposição para trepar pelas ruas." (Maria Thalita de Paula ou Maria Sem Vergonha)

  • Marcelo de Jesus/UOL

    Alce (18 anos)

    "Tudo começou de um jeito nada criativo. Eu, simplesmente, não tinha nenhuma fantasia para passar o carnaval e meu irmão chegou com alguns acessórios. Escolhi os chifres do alce porque achei engraçado e acabou ficando. Mas a cada bloco eu escolho um tema para atualizar a fantasia. Hoje, por exemplo, vim de Alce Pintudinho, para homenagear a galinha pintadinha. Na Pérola da Guanabara fui de Alceberg, porque o bloco faz um cortejo nas Barcas." (João Rodrigo Ostrower)

  • Marcelo de Jesus/UOL

    Garçom (8 anos)

    "Eu simplesmente presto uma homenagem àqueles que nos servem o chope mais gelado o ano inteiro." (Henrique Monteiro)

  • Marcelo de Jesus/UOL

    Faxineira Apaixonada por Wando (6 anos)

    "Em 2012, nasceu o bloco brega Fogo e Paixão e fiquei pensando como eu poderia me vestir. Vi uma entrevista com o Wando apoiando o bloco e pensei em me fantasiar para homenageá-lo. Alguns dias depois ele morreu e tive certeza de que tinha que fazer alguma coisa sobre ele. Achei esse disco da minha mãe e todo ano ela me empresta para eu trazer no Fogo e Paixão" (José Flávio Guerra)

  • Michele Miranda/UOL

    Khaleesi e Drogo, de Game of Thrones (3 anos)

    "Adoramos [a série de TV] 'Game of Thrones' e decidimos fazer essa fantasia quando Khaleesi e Drogo se casaram. Nós torcíamos muito por eles juntos. Deu supercerto, faz o maior sucesso, todo mundo quer tirar foto com a gente e a roupa ainda é fresca, ideal para esse calor do Rio." (Vanessa Froese e John Vaz)

  • Marcelo de Jesus/UOL

    Índios (6 anos)

    "Somos amigos de infância e resolvemos fazer uma fantasia em conjunto, que chamasse a atenção para não nos perdermos e ainda criar uma sombrinha nesse sol quente: por isso o guarda-sol que foi adaptado para virar a nossa oca. A gente se divertiu tanto que o grupo aumentou e hoje tem umas 20 pessoas." (Leonardo Porto)

  • Marcelo de Jesus/UOL

    Tubarão (4 anos)

    "Um dia achei que ia ser legal sair com os tubarões, mas não imaginava que o povo do bloco ia gostar tanto. Todo mundo me para e faz uma brincadeira, tanto é que ao fim do carnaval eu preciso consertar o bicho de tanto que as pessoas manuseiam. Fica muito mais fácil de chamar a atenção da mulherada também." (Sérgio Sampaio)