PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Estudo: dose de whey protein pode ajudar no controle de diabetes tipo 2

iStock
Imagem: iStock

De VivaBem, em São Paulo

27/05/2022 16h27Atualizada em 28/05/2022 09h08

Tomar uma pequena quantidade de whey protein (proteína do soro de leite) antes das refeições pode ajudar pessoas com diabetes tipo 2 a controlar o açúcar no sangue, segundo um estudo publicado nesta quinta-feira (26) no periódico BJM.

De acordo com Daniel West, autor principal do artigo, essa é a primeira vez que as pessoas foram monitoradas em sua vida normal.

"Acreditamos que a proteína de soro de leite funciona de duas maneiras. Em primeiro lugar, diminuindo a rapidez com que os alimentos passam pelo sistema digestivo e, em segundo lugar, estimulando vários hormônios importantes que impedem que o açúcar no sangue suba tanto", disse o professor da Universidade de Newcastle, Reino Unido.

Como o estudo foi feito e os principais resultados

No total, 18 pessoas com diabetes tipo 2 foram analisadas. Elas deveriam tomar o whey em um formato de "shot" de 100 ml, contendo 15 gramas do suplemento, 10 minutos antes do café da manhã, almoço e jantar. Os participantes fizeram isso durante 7 dias, mantendo o uso da medicação para diabetes.

O monitoramento contínuo da glicose rastreou automaticamente os níveis de glicose no sangue ao longo da semana.

Para comparar os benefícios potenciais da proteína de soro de leite (whey), os mesmos participantes também passaram uma semana bebendo uma dose de controle que não continha proteína para medir os resultados entre si.

Os resultados, a partir deste monitoramento contínuo da glicose, mostraram que os níveis de glicose foram muito melhor controlados ao tomar o suplemento antes das refeições.

Em média, eles tiveram duas horas extras por dia de níveis considerados normais de açúcar no sangue em comparação com a semana sem proteína. Além disso, seus níveis diários de glicose no sangue foram 0,6 mmol/L mais baixos em comparação com quando consumiram o suplemento sem nenhuma proteína.

Segundo o autor principal, o estudo é importante porque, com o crescimento aumento de pessoas com diabetes, investigar o potencial de alternativas a medicamentos, como suplementos alimentares, é fundamental.

Por fim, a equipe pretende explorar ainda mais os benefícios das intervenções não médicas executando o estudo em maior escala e por um período mais longo de até seis meses. Eles também planejam analisar proteínas alternativas, como as que vêm de fontes vegetais como ervilhas, fungos e batatas, para abrir opções para necessidades dietéticas veganas e religiosas.

Saúde