PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Menina descama a língua com bala ácida; dor é igual de queimadura por fogo

Reprodução/9News
Imagem: Reprodução/9News

Bruna Alves

Do VivaBem, em São Paulo

10/11/2021 10h30

Uma menina australiana, que não teve sua identidade divulgada, ficou com a língua descamada depois de colocar dez balas ácidas de uma vez na boca. Ela sentiu fortes dores e ficou com uma grande queimadura na região.

De acordo com Renato Maia, professor de estomatologia clínica do curso de odontologia da UFC (Universidade Federal do Ceará), embora essas balas tenham acidez, esse não é o principal problema, mas, sim, a junção desse ácido com o açúcar da bala, que é consumido pelas bactérias naturais da boca e produzem mais ácido. Nesses casos, há uma redução significativa do pH da boca.

E quando colocamos várias balas ácidas na boca, que tendem a ficar localizadas no mesmo local, ou em cima da língua, embaixo, ou nas bochechas, elas podem, sim, provocar queimaduras.

"Algumas pessoas têm uma boca mais sensível, e em uma criança a pele de revestimento da mucosa é muito fininha, por isso o risco de provocar queimaduras é maior", explica Maia, ressaltando que o maior risco ainda é a formação de cáries, devido a alta concentração de açúcar.

Contudo, o especialista diz que o pior fator é o tempo que a pessoa permanece com a bala na boca, inclusive, até mais do que a quantidade.

Queimei a língua com balas, e agora?

A queimadura causada por balas é muito semelhante a de fogo, que rompe a camada protetiva e expõe a do tecido conjuntivo embaixo, por isso, a primeira coisa que pode vir a cabeça é colocar gelo em cima do machucado.

No entanto, tal prática não é recomendada, pois apesar de trazer um alívio momentâneo da dor, se aplicado por muito tempo, ele pode "queimar" ainda mais.

Pasta de dente também não adianta. À princípio, ela também pode refrescar, mas não vai passar disso, a dor continua. O professor recomenda apenas colocar água gelada e ficar por alguns minutos com ela na região atingida.

Mas diante dessas circunstâncias, o ideal é que a pessoa procure um dentista o mais rápido possível, que deve receitar analgésicos e anti-inflamatórios.

"Outra coisa que ajuda bastante a controlar a dor e a inflamação é o uso do laser de baixa intensidade aplicado no local, que ajuda a cicatrizar bem rápido. O laser hoje é a melhor forma para tratar essas queimaduras e a afta também", finaliza Maia.

Saúde