PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Vacina vencida não faz mal ao corpo, mas não oferece proteção

Giulia Granchi

Do VivaBem, em São Paulo

02/07/2021 13h48

Uma reportagem publicada nesta sexta aponta que milhares de brasileiros podem ter recebido doses vencidas da vacina AstraZeneca.

De acordo com informações do DataSUS, o número dos lotes que estariam vencidos e a data de validade, são, respectivamente:

  • 4120Z001 (29 de março)
  • 4120Z004 (13 de abril)
  • 4120Z005 (14 de abril)
  • CTMAV501 (30 de abril)
  • CTMAV505 (31 de maio)
  • CTMAV506 (31 de maio)
  • CTMAV520 (31 de maio)
  • 4120Z025 (4 de junho)

Se você recebeu a AstraZeneca, as informações do lote estão no cartão de vacinação recebido no dia da aplicação (veja foto abaixo). Caso você tenha sido imunizado com um produto de um desses lotes e após a data de validade, entre em contato com uma unidade de saúde da sua cidade para saber como proceder, pois municípios alegam que nenhuma vacina vencida foi aplicada e houve uma divergência de dados no DataSus.

s - Giulia Granchi/UOL - Giulia Granchi/UOL
Comprovante de vacinação com informação sobre o lote da vacina destacado entre retângulo vermelho
Imagem: Giulia Granchi/UOL

Mas afinal, o que acontece se você tomar uma vacina vencida?

"Quando a vacina é aplicada fora do prazo de validade, é considerado um erro programático e a dose deve ser repetida", explica Juarez Cunha*, presidente da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações).

A preocupação, conforme explica o especialista, é que a pessoa fique desprotegida. "Não é esperado nenhum outro tipo de reação além das relatadas para os tipos específicos de vacina. A dica é ficar de olho na validade, não só para os imunizantes, mas com qualquer outro produto consumido, como alimentos e remédios."

Em abril deste ano, em Dracena, cidade localizada no interior de São Paulo, houve um erro e 80 pessoas realmente receberam vacinas contra a covid-19 fora da data de validade. Elas foram comunicadas para receberem a imunização novamente após 30 dias.

"Até agora, tanto contra a covid-19 como em outras vacinas, não observamos efeitos negativos em fazer a imunização correta depois do recebimento de uma dose vencida", esclarece Cunha.

*Fonte consultada para reportagem publicada em 09/06/2021

Saúde