PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Gorinchteyn diz que vacinas são seguras e não é preciso escolher 'cardápio'

Do VivaBem, em São Paulo

14/06/2021 12h59Atualizada em 14/06/2021 14h27

O secretário estadual de Saúde de São Paulo Jean Gorinchteyn declarou hoje, em entrevista ao UOL News, não ser necessário que a população escolha uma vacina entre o vasto "cardápio" de opções, pois todas são seguras e eficazes para proteger contra os agravamentos da covid-19.

Nós temos que lembrar que todas as vacinas que estão aí são seguras e eficazes. Estão aí para serem usadas. Precisamos de vacinas, independentes de qual. Todas liberadas pela Anvisa devem ser tomadas pela população. Isso [a escolha de um dos imunizantes] não é cardápio de utilização
Jean Gorinchteyn

A firmação do secretário surge diante do contexto nacional em que brasileiros estão preferindo determinados imunizantes em detrimento de outros por acreditar que há menos efeitos colaterais ou mais eficácia — o que não é verdade.

Ao ser questionado sobre os motivos de apenas São Paulo ter determinado um calendário de vacinação que engloba todos os adultos a partir de 18 anos, Gorinchteyn respondeu que só foi possível por organização logística da gestão estadual.

Hoje, a expectativa é que todos os adultos que residem no estado sejam vacinados até o dia 15 de setembro com a primeira dose das vacinas contra a covid-19.

Temos, como disse, um programa logístico, com reunião todas as quintas-feiras, do programa estadual de imunização, junto com o governador João Doria, que faz a coordenação. Dessa forma, milimetricamente são analisadas todo o quantitativo para que possamos progredir tanto em grupos com até faixa etária
Jean Gorinchteyn

Os imunizantes que serão utilizados para execução da campanha são distribuídos para São Paulo por meio do PNI (Programa Nacional de Imunização), do Ministério da Saúde e toma como base as datas de entregas previstas pelo governo federal.

Caso a pasta atrase o envio das entregas aos estados, o calendário de imunização de São Paulo poderá sofrer alterações.

O novo calendário geral do estado de São Paulo ficou assim (confira também o calendário de sua cidade):

  • Pessoas de 50 a 59 anos de idade: de 16 a 22 de junho;
  • Pessoas de 43 a 49 anos de idade: de 23 a 29 de junho;
  • Pessoas de 40 a 42 anos de idade: 30 de junho a 14 de julho;
  • Pessoas de 35 a 39 anos de idade: 15 de julho a 29 de julho;
  • Pessoas de 30 a 34 anos de idade: de 30 de julho a 15 de agosto;
  • Pessoas de 25 a 29 anos de idade: de 16 a 31 de agosto;
  • Pessoas de 18 a 24 anos de idade: de 1º a 15 de setembro;

Saúde